"Bosingwa e Ricardo Carvalho na selecção é impossível"

O Presidente do Sindicato dos jogadores voltou apelar a Paulo Bento a integração dos dois jogadores. Mas o seleccionador respondeu na cara de Evangelista: "Isso é impossível". Fernando Gomes assistiu a tudo, visivelmente embaraçado.

Num momento informal, à margem da conferência sobre futebol Internacional, em Cascais, Joaquim Evangelista dirigiu-se ao seleccionador nacional apelando à resolução do conflito entre Paulo Bento e os jogadores Ricardo Carvalho e Bosingwa.

Porém, ouviu um não sem hesitações. O momento foi captado pelas câmaras televisivas e pelos muitos jornalistas presentes, o que causou visível embaraço ao presidente da Liga, Fernando Gomes, responsável pela organização do congresso, que estava com Bento.

"Já te disse que gosto muito de ti, mas tem que se superar isto, gostaria de ver Bosingwa e Ricardo Carvalho na selecção?", disse Joaquim Evangelista a Bento momentos depois de deixar os jornalistas, a quem tinha transmitido a mesma mensagem "Isso é impossível. É impossível. É um caso encerrado", respondeu de imediato Paulo Bento, de braços cruzados, mostrando firmeza na sua decisão. Esta foi a reacção pronta do seleccionador, que não vacilou por estar ao lado de Fernando Gomes, que poderá ser o seu presidente, caso ganhe as eleições da Federação.

Momentos antes deste episódio, Evangelista pedia aos dirigentes da Federação, Liga e ao seleccionador para não dividirem o futebol e a selecção. O presidente do Sindicato não retira culpas aos jogadores - Ricardo Carvalho abandonou um estágio da selecção e Bosingwa é acusado de ter simulado uma lesão quando soube que iria ser suplente -, mas pediu compreensão para a atitude dos atletas sujeitos a grande pressão, muitos deles com infâncias complicadas e sem estudos: "Querem que os jogadores se comportem como doutores?. Eles podem cometer erros, há que saber compreender porque os cometem."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG