Ronaldo e Paulo Bento entre os premiados do CNID

A Associação de Jornalistas de Desporto (CNID) entregou hoje, no Teatro Tivoli, em Lisboa, os prémios CNID 2014, entre os quais se destaca os que foram entregues a Cristiano Ronaldo e ao selecionador nacional, Paulo Bento.

O jogador português do Real Madrid não esteve presente, mas foi-lhe atribuído o "Prémio Prestígio" Fernando Soromenho, enquanto Paulo Bento, também ausente devido ao estágio da seleção, recebeu o "Prémio Treinador do Ano" e o seu colega Fernando Santos, selecionador da Grécia, foi distinguido com o "Prémio Treinador Português no Estrangeiro".

Ao jogador Pepe, que alinha no Real Madrid, foi atribuído o "Prémio Atleta Português no Estrangeiro", mas o CNID decidiu homenagear dois ex-futebolistas, Nuno Gomes e Deco, que receberam em mãos o "Prémio Carreira".

Decidiu ainda o CNID atribuir o "Prémio Equipa do Ano" à seleção portuguesa de futebol.

Além destas seis figuras do futebol português, o CNID distinguiu com o "Prémio Atleta do Ano" João Sousa (ténis), Jessica Augusto (atletismo), Paulo Gonçalves (motociclismo), João Costa (Tiro) e Samuel Amorim (canoagem).

Na área do jornalismo desportivo, o CNID atribuiu a Nuno Luz (SIC) o "Prémio Alves dos Santos" para televisão, a Nuno Matos (Antena 1) o "Prémio Artur Agostinho" para rádio, a Rogério Azevedo (A Bola) o "Prémio José Neves de Sousa" para a imprensa escrita, a Rui Raimundo (A Bola) o "Prémio Nuno Ferrari" para fotografia, a Miguel Belo (Record) o prémio Vítor Santos para revelação da imprensa escrita e ao sítio desportivo "Mais Futebol" coube o "Prémio On-line".

A jornalista Marina Domingues Guerra, do semanário "Região de Leiria", foi a vencedora da segunda edição do Prémio "Desporto com Ética", reservado à Imprensa Regional e aos jornalistas e colaboradores da imprensa portuguesa dispersa pela diáspora, sobre temas versando exemplos de "fair-play", solidariedade e companheirismo no Desporto.

Este Prémio foi instituído pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), no âmbito do Plano Nacional de Ética no Desporto (PNED) e em parceria com a Associação dos Jornalistas de Desporto.

O "Prémio Dedicação" enalteceu o trabalho desenvolvido pelo ginasta de trampolins Bruno Nobre, atleta do Clube Futebol Estevenses, da Aldeia de Santo Estevão.

Presente na cerimónia a convite do CNID, o secretário de Estado do Desporto e da Juventude, Emídio Guerreiro, destacou o facto de os prémios do CNID terem abrangido "um conjunto de atletas de vários modalidades e a imprensa regional", quando a imprensa desportiva "é monolítica, a ponto de parecer que existe só uma modalidade, o futebol".

Por outro lado, o governante afirmou a necessidade da imprensa da especialidade "atribuir mais espaço às modalidades", lembrando que estas "alcançaram mais de 300 pódios em campeonatos da europa e do mundo" e que carecem de "mais visibilidade para atrair jovens" à prática das mesmas.

"Estudos indicam que 69 por cento da população portuguesa não tem qualquer atividade física e é preciso combater isto, alargando o leque das ofertas desportivas", disse Emídio Guerreiro, para quem "não é possível atrair 'sponsors', tão necessários ao desporto, sem que a imprensa divulgue as modalidades".

O secretário de Estado do Desporto lembrou que "o tempo do Estado financiar as modalidades desportivos acabou" e destacou o projeto olímpico até 2024, que pretende assegurar mais atletas de elite e o papel do Instituto Português do Desporto e Juventude, e o "esforço desenvolvido" pelo seu presidente, Augusto Baganha, "a despeito das limitações" com que se debate.

Exclusivos