Delegação dinamarquesa roubada em plena aldeia olímpica

Até lhes levaram lençóis de cama, disse o chefe de missão

Os atletas dinamarqueses que vão participar nos Jogos do Rio de Janeiro foram alvo de roubo na aldeia olímpica, disse hoje o chefe de missão daquele país.

Segundo Morten Rodtwitt, em declarações à televisão dinamarquesa TV2, foram furtados telemóveis, roupa e um 'tablet', o que relaciona com os "imensos trabalhadores, para limpeza e outros cuidados nos apartamentos, que têm sido requisitados, extraordinariamente e a pedido, para a aldeia olímpica".

"Estamos a ser alvo de uma série de roubos, desde telemóveis a roupa, até coisas triviais, como lençóis de cama", referiu o responsável da comitiva dinamarquesa, que chegou ao Rio de Janeiro a 18 de julho e, desde então, já registou cerca de 150 queixas dos atletas distribuídos por 36 apartamentos.

"Os edifícios não estão em conformidade com as necessidades", disse à mesma estação Ulrik Wilbek, diretor desportivo da federação dinamarquesa de andebol, dias depois de a segurança ter sido 'apertada', devido ao desaparecimento de um computador e de camisolas da delegação australiana, durante um evacuação provocada por um pequeno incêndio, na sexta-feira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG