Recordes nacionais de Diana Durães e Alexis Santos

Portugal concluiu hoje os Europeus de natação de piscina curta com dois recordes nacionais, conquistados por Diana Durães nos 400 livres e Alexis Santos nos 50 costas, em Copenhaga.

Diana Durães terminou a final dos 400 livres em quinto lugar com 4.04,61 minutos, melhorando o seu anterior registo (4.05,38), fixado em 02 de agosto na Taça do Mundo de Moscovo.

"Estou em boa forma e o objetivo era bater o recorde nacional. Estou muito feliz. Sabia que se o conseguisse também poderia fazer uma boa classificação. Durante a prova tinha como referencial o terceiro lugar, o que me motivou ainda mais. Este quinto lugar, a minha melhor classificação em campeonatos, é resultado do trabalho que tenho vindo a desenvolver", disse a atleta.

A nadadora do Benfica considera ainda que este resultado "é mais um degrau a subir" na carreira, prometendo "tudo fazer" para um dia "chegar ao topo".

Durães, que nestes Europeus foi sétima nos 800 metros, ficou agora em quinto, a escassos 14 centésimos do quarto lugar, ocupado pela espanhola Melanie Costa (4.04,47).

O pódio foi ocupado pela húngara Boglarka Kapas (3.58,15), pela alemã Sarah Koehler (3.59,12) e pela lituana Julia Hassler (4.02,23).

Alexis Santos bateu o recorde nacional na meia-final dos 50 costas com 23,86 segundos, superando o seu anterior registo de 23,90 de 11 de dezembro de 2015.

"Este era um recorde que ambicionava. Venho para os campeonatos sempre para me superar e claro que queria sempre mais, mas infelizmente não foi possível. Termino os Europeus com dois recordes, apesar de estar a recuperar de um ombro. Vou continuar a trabalhar e pelo menos até 2020 o objetivo é sempre a superação", disse.

O atleta do Sporting foi sétimo na segunda meia-final (14.º tempo), com a passagem à final a ser obtida nos 23,64.

Nas eliminatórias do 50 metros, Gabriel Lopes terminou a segunda série com 24,14 e fixou um novo recorde pessoal, superando a marca de 24,38, conseguida em 02 de agosto, em Moscovo. O atleta do Louzan Natação obteve o 22.º tempo entre os 47 inscritos.

Victoria Kaminskaya foi sexta classificada na segunda série dos 200 metros bruços, com um registo de 2.26,19 minutos, que lhe deu o 21.º lugar entre 35 inscritas, insuficiente para seguir em frente.

Já Diogo Carvalho foi o melhor português nas eliminatórias dos 200 metros mariposa, ao terminar com o 19.º tempo ente 42 inscritos (1.56,03). Miguel Nascimento foi 25.º (1.57,33), Gabriel Lopes terminou em 29.º, com 1.58,90, recorde pessoal, e João Vital foi 35.º, com 2.00,17, também melhor marca pessoal.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG