Queiroz regressa a casa. EUA vence Irão e apura-se para os oitavos-de-final

Um golo de Christian Pulisic permitiu aos norte-americanos garantir o apuramento, num jogo em que os iranianos não conseguiram criar ocasiões para marcar. EUA vão agora jogar com os Países Baixos.

Os Estados Unidos venceram o Irão, treinado por Carlos Queiroz, por 1-0, e garantiram o apuramento para os oitavos-de-final do Mundial 2022. Era um jogo há muito aguardado, afinal estavam frente a frente dois países inimigos, algo que ficou bem patente em alguns episódios que surgiram dias antes como declarações inflamadas de Carlos Queiroz, agastado com as perguntas políticas que faziam aos seus jogadores nas conferências de imprensa, como também pelas queixas iranianas por os americanos terem, alegadamente, adulterado a sua bandeira.

Só que em campo, prevaleceu o futebol. Aliás, tal como há 24 anos, no Mundial 1998, quando a tensão deu lugar a um jogo onde imperou a cordialidade vencido na altura pelos iranianos, por 2-1. Desta vez, manteve-se o desportivismo, com jogadores a cumprimentarem-se depois de entradas mais ríspidas.

Os norte-americanos foram mais fortes desde o início da partida perante uma equipa iraniana muito encolhida no seu meio-campo, à procura de lançar o portista Mehdi Taremi no ataque, algo que nunca conseguiu na primeira parte, afinal não conseguiu qualquer remate. Os Estados Unidos chegaram à vantagem aos 38 minutos, graças a Christian Pulisic que respondeu da melhor forma a um cruzamento de Sergiño Dest. O golo foi muito festejado, mas não por quem o marcou, afinal o jogador do Chelsea ficou lesionado no lance após o choque com o guarda-redes, acabando por resistir em campo até ao intervalo, altura em que foi substituído por Brenden Aaronson.

Na segunda parte, Queiroz mudou a estratégia, afinal só a vitória servia para conseguir o apuramento histórico para os oitavos-de-final. Irão foi uma seleção mais atrevida e exerceu mesmo uma grande pressão nos instantes finais, mas ainda assim apenas na última jogada da partida chegou perto de marcar, mas Taremi não conseguiu desviar para a baliza, ficando a reclamar um penálti.

Os Estados Unidos vão agora jogar com os Países Baixos nos oitavos-de-final.

VEJA AS ESTATÍSTICAS DO JOGO

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG