Procurador pede 15 anos de prisão para Oscar Pistorius

Antigo atleta retirou as pernas prostéticas na sessão de hoje do julgamento. Sentença será anunciada a 6 de julho

O procurador sul-africano Gerrie Nel requereu hoje, no tribunal de Pretória, uma pena de 15 anos de prisão para Oscar Pistorius pelo homicídio da namorada Reeva Steenkamp. A sentença será proferida a 6 de julho, foi entretanto anunciado.

"Pedimos que seja pronunciada uma sentença de 15 anos, no mínimo. Pedimos que seja imposta uma longa pena de prisão", disse.

Quinze anos de prisão é a pena mínima prevista pela lei sul-africana para homicídio, mas os juízes têm o direito de decidir uma pena menor em circunstâncias excecionais.

Na sessão de hoje no tribunal, o antigo atleta (que perdeu as pernas quando ainda era bebé) retirou as pernas prostéticas para mostrar as dificuldades físicas que tem, numa tentativa de convencer os juízes a não o sentenciarem a uma pena longa. Emocionado, o ex-campeão paralímpico chorou enquanto se manteve de pé na sala do tribunal, em frente às câmaras.

Pistorius alega que matou a namorada a tiro em legítima defesa, em 2013, julgando que esta era um intruso que estava na casa de banho da sua casa.

O antigo atleta havia sido condenado, em dezembro do ano passado, a cinco anos de prisão por homicídio involuntário da namorada em primeira instância, mas o tribunal decidiu rever o veredicto e mudar a acusação para homicídio voluntário.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG