Portugal atinge final da Taça Intercontinental

A seleção portuguesa venceu a Rússia por 3-2, em jogo das meias-finais, na competição que decorre no Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Na final defrontará, previsivelmente, o Brasil

Um golo de Jordan Santos, na marcação de um livre, a 1.52 minutos do final do terceiro e último período, garantiu a primeira presença de Portugal na final da prova, que cumpre a sua sétima edição.

A equipa treinada por Mário Narciso entrou bem, colocando-se em vantagem no primeiro período, com um belo golo de Bruno Novo, com um pontapé de bicicleta, a 3.46 minutos do final do período inaugural.

Quando tudo indicava uma vantagem no descanso, a equipa das 'quinas' foi surpreendida por um remate do guarda-redes russo Chuzhkov, a cinco segundos para o final, com o guardião Andrade 'tapado' por Aleksey Makarov.

O golo colocou os russos por cima, já no segundo período, no qual chegaram ao 2-1, por Paporotnyi, a 7.49 minutos do final.

No terceiro período, também o guarda-redes Andrade marcou, com Portugal a igualar a 2-2 com o remate de baliza a baliza, com a bola a sofrer um ressalto na areia, e já muito perto do final o livre de Jordan garantiu a final.

Na final, Portugal encontrará o vencedor da segunda meia-final, entre Brasil e Irão.

Na fase de grupos, a equipa das 'quinas' perdeu por 4-1 com a seleção 'canarinha', enquanto, no Grupo B, o Irão foi segundo, atrás da Rússia.

A seleção portuguesa tinha como melhor resultado, em seis edições da Taça Intercontinental um terceiro lugar, alcançado em 2014.

A Rússia venceu três edições (2011, 2012 e 2015) o Brasil duas (2014 e 2016) e o Irão uma (2013).

Exclusivos