Poker, discotecas e Nutella afastam Kruse da seleção alemã

Jogador do Wolfsburgo ficou fora da convocatória para dois particulares por comportamento pouco profissional fora de campo

Max Kruse, do Wolfsburgo, ficou fora da convocatória para os próximos dois jogos particulares por causa do seu comportamento fora do campo. Em causa está uma série de eventos pouco felizes que envolveram o futebolista.

Primeiro soube-se que Kruse tinha sido multado pelo seu clube por ter participado num torneio de poker, em outubro passado. Nesse torneio ganhou 75 mil euros, quantia que acabou por deixar esquecida num táxi.

Seguiram-se os festejos do seu aniversário no fim de semana passado que acabaram já de madrugada com Kruse a discutir com uma jornalista que lhe tirou uma fotografia. Pediu desculpa, mas isso não o impediu de ser multado em 25 mil euros e ser excluído da seleção.

O selecionador Joachim Low explicou, no site da federação, que falou com Max Kruse e "disse-lhe exatamente o que esperava dele, dentro e fora do campo". "Quero jogadores focados no futebol e no Europeu. E o incidente da semana passada não corresponde às minhas expectativas."

A juntar a tudo isto está a sua adição ao creme de chocolate e avelãs Nutella, que lhe causou problemas no clube. O diretor do Wolfsburgo Klaus Allofs já falou com o jogador sobre a sua dieta. "O objetivo é ajudar os nossos jogadores ao seu melhor desempenho", disse o responsável, citado pelo Washington Post, acrescentando que o jogador "precisa de corrigir algumas coisas".

Exclusivos