Pinot vence contrarrelógio e lidera do Critério Internacional

Francês é um dos favoritos à vitória final, mas liderança está segura por poucos segundos

O ciclista francês Thibaut Pinot (FDJ) assumiu hoje a liderança do Critério Internacional, ao vencer o contrarrelógio de sete quilómetros, superando por dois e três segundos os compatriotas Jérome Coppel (IAM) e Alexandre Geniez (FDJ).

Apenas cinco horas depois do fim da primeira tirada da prova francesa, de 90,5 quilómetros, ganha ao 'sprint' pelo irlandês Sam Bennett, o contrarrelógio também em Porto Vecchio, na ilha da Córsega, assumia-se como a primeira oportunidade para os candidatos à geral.

Pinot cumpriu o percurso em 09.11 minutos e conquistou avanço de dois segundos para o campeão francês de contrarrelógio, Jérome Coppel, e de cinco para o principal opositor, o francês Jean Christophe Péraud (AG2R), vencedor das últimas duas edições, agora quinto classificado.

O único português em prova, Bruno Pires (Team Roth), foi 69.º, a 46 segundos do vencedor, descendo de 25.º para 64.º classificado, depois de ter sido 23.º na etapa matinal com o mesmo tempo de Bennett.

Na primeira etapa, Sam Bennett (Bora-Argon 18) foi o vencedor, ao bater ao 'sprint' um forte contingente da 'casa', que ocupou sete lugares do 'top-10'. Numa ligação de apenas 90,5 quilómetros, Bennett, de 25 anos, alcançou a primeira vitória da temporada para a equipa continental alemã, superando os franceses Rudy Barbier (Roubaix Lille Métropole) e Romain Feillu (HP BTB - Auber93), segundo e terceiro, respetivamente.

O Critério Internacional reúne duas etapas curtas no mesmo dia, uma plana e outra de contrarrelógio.

Para domingo está reservada a decisão da corrida continental, numa tirada de montanha, de 171,5 quilómetros, entre Porto Vecchio e o Col de L'Ospedale.

Exclusivos