Peter Sagan vence etapa e veste amarela no Tour pela primeira vez

O português Rui Costa (Lampre-Merida) cortou a meta em 18.º com o mesmo tempo que o vencedor da etapa ( 4h20m51s).

Peter Sagan voltou este domingo às vitórias no Tour e vai vestir, pela primeira vez na carreira, a camisola amarela do Tour. O ciclista eslovaco da Tinkoff venceu a segunda etapa da 103.ª edição da Volta à França em bicicleta e 'roubou' a camisola amarela a Cavendish, que (também ele vestiu a mítica camisola de líder este domingo, depois de ter ganha a primeira etapa.

Sagan, que não ganhava no Tour desde 2013, foi o mais forte no final dos 183 quilómetros entre Saint-Lô e Cherbourg-en-Contentin, batendo o francês Julian Alaphilippe (Etixx-QuickStep) e o espanhol Alejandro Valverde (Movistar) na frente de um grupo que cumpriu a tirada em 4h20m51s.

O português Rui Costa (Lampre-Merida) cortou a meta em 18.º com o mesmo tempo que o vencedor da etapa.. E Nelson Oliveira, (Movistar), foi 99.º, a 2h52m.

Na segunda-feira, cumpre-se a terceira etapa, uma ligação de 223,5 quilómetros entre Granville e Angers. E Sagan parte com oito segundos de vantagem sobre Alaphilippe, segundo classificado, e dez sobre Valverde, terceiro.

Segunda queda de Contador

Alberto Contador (Tinkoff) caiu pelo segundo dia consecutivo na Volta a França e assumiu estar "fisicamente muito penalizado", depois de perder tempo no final da segunda etapa: "Perdi tempo que não esperava perder. Sofri outra queda, bateram-me no guiador e magoei o lado oposto ao da queda de sábado. A partir daí, sabia que tinha de minimizar ao máximo as perdas."

Contador, vencedor da prova francesa em 2007 e 2009, mostrou o seu descontentamento pela onda de azares. Na segunda etapa levou mesmo com Rui Costa em cima. o português caiu em cima da perna do espanhol, mas mesmo assim foi 18.º na etapa.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG