Pelé cancela viagem à Rússia por conselho médico

Ex-futebolista brasileiro ia ser homenageado num jogo particular na Rússia

Pelé cancelou, por razões médicas, uma viagem à Rússia, onde na sexta-feira ia ser homenageado antes do jogo particular entre o Brasil e Rússia, anfitriã do Mundial de 2018, revelou esta quarta-feira um assessor do antigo futebolista brasileiro.

"Estava com dores no joelho e o médico pediu-lhe que evitasse uma viagem longa e complicada", explicou a mesma fonte, frisando, no entanto, que "no geral, está tudo bem".

O triplo campeão do mundo de futebol devia comparecer no estádio Luzhniki em Moscovo, palco do jogo inaugural e da final do Mundial e onde na sexta-feira se disputa o particular Rússia-Brasil.

A ideia era homenagear o antigo jogador pelos 60 anos da sua estreia em Mundiais, em 1958, na Suécia, e justamente contra uma seleção da antiga União Soviética.

Pelé, que já completou 77 anos, viria a sagrar-se campeão naquele ano e ainda em 1962, no Chile, e em 1970, no México.

Na passada semana, recebeu o prémio Cidadão Global 2018 pelo seu "modelo de jogo correto" e "grande personalidade pública", no Fórum Económico Mundial para a América Latina, que se realizou em São Paulo.

Pelé tem sido submetido a várias cirurgias nos últimos anos, nomeadamente a fémur, menisco e coluna, o que lhe limitou as aparições públicas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG