"Parabéns, sobreviveu à Maratona de Boston". Adidas pede desculpa por e-mail polémico

Em 2013, naquela prova, três pessoas morreram e mais de 250 ficaram feridas quando duas bombas explodiram perto da meta

A Adidas pediu desculpa por um e-mail que enviou aos participantes da Maratona de Boston deste ano. A marca alemã, patrocinadora oficial da prova, enviou uma mensagem de correio eletrónico aos desportistas em que se lia: "Parabéns, sobreviveu à Maratona de Boston".

A mensagem não caiu bem, dado que, em 2013, três pessoas morreram e mais de 250 ficaram feridas quando duas bombas explodiram perto da meta da maratona.

De acordo com a BBC, a marca admitiu que as palavras foram "insensíveis" e "lamenta" o envio da mensagem, pedindo desculpa pelo sucedido. É possível que todos os participantes tenham recebido o e-mail.

A mensagem foi desde logo partilhada nas redes sociais, tendo sido alvo de inúmeras críticas. Num comunicado, a Adidas disse que a corrida anual é "um dos mais inspiradores eventos desportivos do mundo", e que lembra "a esperança e resiliência" da comunidade de atletas e corredores.

Pelo menos dois sobreviventes do atentado de há quatro anos terão participado na prova deste ano e terão recebido o e-mail do patrocinador.

Dzhokar Tsarnaev, um dos autores do atentado, foi considerado culpado e condenado à pena de morte em 2015. Ele e o irmão mais velho, Tamerlan, colocaram as bombas perto da meta em 2013. Dzhokar foi capturado um dia depois do ataque e Tamerlan foi morto num tiroteio com a polícia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG