Volta a Portugal: Da Fórmula 1 para o ciclismo

Ukyo Katayama, o antigo piloto japonês de Fórmula 1, levou a sua paixão pela bicicleta ao extremo, ao criar uma equipa de ciclismo, a Team Ukyo, que se estreia na Europa com a presença na 76.ª Volta a Portugal.

A vida de Ukyo Katayama sempre se confundiu com o ciclismo, mesmo quando a velocidade da Fórmula 1 era o motor que o movia.

"É difícil dizer como um corredor de Fórmula 1 se torna ciclista. Eu era um bom ciclista em miúdo e depois quando fui para a Fórmula 1 comecei a treinar em altitude para aumentar a resistência", contou à agência Lusa.

Os treinos em duas rodas levaram-no a experiências máximas: em 2001, pedalou até ao topo da sexta montanha mais alta do mundo, o Cho Oyu, cinco anos mais tarde cumpriu o sonho de subir ao Manaslu e em 2009 foi o único sobrevivente numa tentativa frustrada de atingir o cume do Monte Fuji -- os seus dois companheiros de viagem morreram.

Por isso, o passo natural para Katayama foi criar uma equipa e batizá-la com o seu nome.

"O ciclismo é muito popular no Japão, estou a pensar criar uma equipa do primeiro escalão de modo a poder estar na Vuelta ou numa prova grande", confessou.

O proprietário da Team Ukyo, uma das 16 equipas presentes na 76.ª Volta a Portugal, que hoje arranca com um prólogo em Fafe, não podia estar mais feliz com a estreia numa competição europeia.

"É uma grande honra estar em Portugal, vir participar nesta prova. Gosto muito dos portugueses. Em 1995, tive um grande acidente no Grande Prémio do Estoril -- pode ver o vídeo no Youtube -- e foi um médico português que me atendeu e foi extraordinário. Fiquei com uma divida de gratidão para os portugueses", recordou.

O antigo piloto, que cumpriu seis épocas na Fórmula 1 e chegou a participar nas 24 horas de Le Mans, não se mostrou modesto nas ambições: "Vimos com o objetivo de vencer etapas. Há três anos o Jose [Toribio] venceu uma etapa [pela Andalucia] e queremos tentar outra vez".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG