Setor anulado após vitória histórica de Elisabete Jacinto

O setor seletivo da etapa de hoje do Africa Eco Race foi hoje anulado, mas Elisabete Jacinto ainda recorda a vitória histórica de quinta-feira, quando se tornou a primeira mulher a ganhar uma etapa de uma prova de todo-o-terreno em camião.

Apenas a alemã Jutta Kleinschmidt conta no seu palmarés com vitórias em etapas, embora ao volante de um automóvel, segundo refere hoje a assessoria de imprensa de Elisabete Jacinto.

Uma vitória que a piloto portuguesa considerou "a mais saborosa da carreira" e que resultou de uma conjugação de fatores: boa navegação e o encurtamento da etapa devido às más condições do percurso.

"Este triunfo tem um significado muito especial porque o que aconteceu ontem [quinta-feira] não foi obra do acaso. A equipa tem mostrado uma grande evolução em todos os domínios e eu sinto-me cada vez mais à vontade na condução desta máquina excecional que é o nosso MAN TGS", refere Elisabete Jacinto, citada pela sua assessoria.

A portuguesa garante que ainda pode fazer melhor e destaca: "Em Marrocos, consegui dar luta a dois grandes pilotos, como são o Miki Biasion e o Gerard de Rooy e aqui tenho como grandes referências tanto o Schlesser como o Tomecek, dois pilotos que já ganharam o Dakar. Estou muito feliz".

Com a anulação do sector seletivo da etapa de hoje, que ligou Akjoutj a Tenadi, a competição recomeça sábado, no dia em que a prova entra no Senegal.

Antes disputa-se a derradeira especial na Mauritânia. Serão 280 quilómetros cronometrados, num percurso essencialmente percorrido nas dunas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG