Pistorius autorizado a viajar para o estrangeiro

Um tribunal de Pretória decidiu que o atleta de 26 anos pode deixar o país apenas para competir.

Mesmo perante a acusação de assassinato da namorada Reeva Steenkamp no passado dia 14 de fevereiro, Oscar Pistorius foi autorizado pelos tribunais sul-africanos a poder deixar o país para participar em competições internacionais, decisão que altera as medidas de coação impostas aquando da libertação do atleta mediante o pagamento de uma caução no valor de 80 mil euros.

O juiz Bert Bam referiu que o atleta olímpico e paralímpico terá sempre de informar antecipadamente - pelo menos uma semana antes - as autoridades sobre os seus planos de viagem, sublinhando que "foi um erro" não devolver o passaporte a Pistorius, que o vai receber de imediato.

Esta quinta-feira, os advogados de Pistorius, atleta que utiliza próteses por ter sido sujeito a dupla amputação das pernas, disseram no Tribunal de North Gauteng que o seu representado não tem qualquer intenção de fugir e que pretende apenas regressar às competições, tendo, no entanto, que angariar algum dinheiro em meetings internacionais.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG