"O meu caminho para a fórmula 1 não termina aqui"

O piloto português António Félix da Costa afirmou estar "triste" com "a notícia que ninguém em Portugal queria ouvir" de que não vai integrar a equipa de Fórmula 1 da Toro Rosso na próxima época.

"Esta é uma notícia que ninguém em Portugal queria ouvir, mas a Red Bull optou pelo Daniil Kvyat para a Toro Rosso em 2014 e o objetivo de entrar na Fórmula 1 como piloto titular não foi, para já, atingido", afirma Félix da Costa, citado pela sua assessoria de imprensa.

O piloto, de 22 anos, assegura que a decisão anunciada segunda-feira pela escuderia Toro Rosso lhe ensinou que "nada na vida é garantido" e promete continuar a tentar chegar à categoria rainha do automobilismo mundial.

"Vou continuar a trabalhar arduamente para chegar à Fórmula 1, em conjunto com a Red Bull e toda a estrutura que me acompanha de há vários anos para cá, casos do Tiago Monteiro, o meu irmão Duarte, o meu preparador físico Emiliano Ventura e os meus parceiros", diz.

O piloto assegura que continua a "fazer parte da família Red Bull" e acrescenta: "Muito brevemente, logo que tudo esteja definido, comunicarei o meu programa desportivo de 2014. Como piloto profissional, garanto a todos os portugueses que vou continuar a competir ao mais alto nível, com a mesma determinação e vontade de vencer".

Félix da Costa agradece o apoio recebido depois do anúncio e garante: "Sinto que os Portugueses estão frustrados, mas continuem a acreditar, pois o meu caminho para a Fórmula 1 não termina aqui!".

Na segunda-feira, pouco depois de saber que não iria integrar a equipa de Fórmula 1 da Toro Rosso, Félix da Costa deixou uma mensagem a Daniil Kvyat na rede social Twitter.

"Dói, mas é assim. Estou feliz pelo Daniil que continua na família Red Bull. Aproveita, companheiro", escreveu.

O russo, que irá substituir o australiano Daniel Ricciardo, respondeu a Felix da Costa afirmando: "Obrigado companheiro. Boa sorte para tudo o que fizer".

A Toro Rosso, escuderia de segunda linha da Red Bull, anunciou segunda--feira que o piloto russo Daniil Kvyat iria fazer equipa com o francês Jean-Eric Vergne na próxima temporada do Mundial de Fórmula 1.

O piloto português António Félix da Costa, que integra o programa de jovens pilotos da Red Bull e este ano concluiu a temporada na Fórmula Renault 3.5 no terceiro lugar, era apontado como um dos favoritos ao lugar deixado vago por Ricciardo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG