Mikko Hirvonnen vence super-especial

O piloto finlandês Mikko Hirvonnen venceu esta quarta-feira a super-especial de Lisboa, que marcou a abertura da edição de 2011 do Rali de Portugal.

Nos 3,8 quilómetros da corrida, o finlandês foi o mais rápido (2.49,6 minutos) superando em 1,3 segundos o francês Sebastien Loeb, segundo classificado.

"Foi uma classificativa muito boa e espero que as pessoas tenham gostado. Foi espectacular", limitou-se a dizer o piloto no final da especial, em declarações à RTP

O actual líder do campeonato do Mundo, Mikko Hirvonenn, assumiu assim a liderança do rali de Portugal, enquanto Sebastien Loeb, heptacampeão mundial, ficou com o segundo lugar, seguido pelo norueguês Peter Sollberg, terceiro (a 2,1 segundos de Hirvonenn) e o francês Sebastien Ogier, vencedor da edição de 2010, foi o quarto classificado, com mais 2, 9 segundos.

O português Armindo Araújo, bicampeão do mundo de Produção (PRC), estreou-se no mundial de ralis (WRC) ao volante do Mini Cooper S2000 (apesar do carro só ser homologado na Sardenha) e conseguiu o 10.º posto da geral.

"Foi muito bom. Estou muito contente por estar neste projecto. Temos uma boa base para o futuro. Os objectivos passam por evoluir o Mini, crescer com o Mini e ser campeão do Mundo WRC", afirmou o piloto de Santo Tirso no final da Super especial, também em declarações à RTP.

A super especial ficou marcada por um incidente, quando a roda do Ford Focus do piloto noruguês Mads Osttber saltou e atingiu alguns espectadores, resultando num ferido sem gravidade, avançou a assessoria de imprensa da prova.

Além da vertente competitiva, a primeira corrida do Rali de Portugal contou uma assistência de 40 mil pessoas, que marcaram presença em frente ao Mosteiro dos Jerónimos e do CCB para ver de perto os carros.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG