McLaren conhece sanções

FIA vai anunciar amanhã que castigo para a escuderia por ter mentido no GP da Austrália

Martin Whitmarsh, patrão da McLaren vai amanhã apresentar-se sozinho perante o Conselho Mundial da FIA, em Paris, para conhecer as sanções que a escuderia vai receber após as mentiras que Dave Ryan (entretanto despedido) e Lewis Hamilton disseram aos comissário no Grande Prémio da Austrália.

A McLaren é acusada de não ter respeito o Código Desportivo Internacional da FIA e prevê-se uma sanção exemplar, nomeadamente a nível monetário. Outra das possibilidades é a exclusão da equipa do Campeonato do Mundo, ou a suspensão de Lewis Hamilton, o que poderia levar o piloto de testes Pedro De La Rosa a substituir o britânico.

A polémica remonta ao primeiro grande prémio da temporada, quando Hamilton e o chefe da equipa Ryan mentiram aos comissários sobre terem deixado passar Jarno Trulli, quando estavam a ser mostradas bandeiras amarelas. O piloto campeão em título de Fórmula 1 acabou por admitir que havia sido levado a ocultar a verdade (o britânico recebeu ordens via rádio para que o italiano o ultrapassasse) e foi desclassificado.

Esta é a terceira vez que a McLaren apresenta-se perante o Conselho Mundial da FIA em dois anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG