Marquez revalida título mundial e é o mais novo a bisar

O espanhol Marc Marquez (Honda) tornou-se hoje no mais jovem bicampeão de MotoGP, ao ser segundo no Grande Prémio do Japão, 16.ª prova do Mundial de motociclismo, ganha pelo seu compatriota Jorge Lorenzo (Yamaha).

"Dois anos no MotoGP, dois títulos. É incrível. Não o conseguia imaginar. Talvez para as pessoas pareça fácil, porque estou sempre a sorrir e feliz, mas também sinto pressão", disse o espanhol, de 21 anos.

Ainda com três corridas por disputar, Marquez pôde festejar mais cedo o título, numa época em que foi dominador -- ganhou 11 das 16 provas realizadas --, ao ser segundo, a 1,638 segundos de Lorenzo e com pouco menos de um segundo de avanço sobre o italiano Valentino Rossi (Yamaha).

Com o segundo lugar em Motegi, Marquez passou a ter 82 pontos (75 em disputa) de avanço sobre Rossi e sobre o compatriota Dani Pedrosa (Honda).

"Tinha a hipótese de adiar a festa do título mais uma semana. Tentei o máximo, mas, infelizmente, não foi suficiente", lamentou Rossi, sete vezes campeão do Mundo da classe rainha.

Se em MotoGP um espanhol já festejou, outros dois ficaram mais perto dos cetros em Moto2 e Moto3, respetivamente, Tito Rabat (Kalex) e Alex Marquez (Honda).

Em Moto2, a vitória sorriu ao suíço Thomas Luthi (Suter), que conseguiu resistir aos ataques do espanhol Maverick Viñales (Kalez) até final.

Apesar do terceiro posto, Rabat conseguiu aumentar a vantagem para o finlandês Mika Kallio (Kalex), que foi quinto e está agora a 38 pontos do espanhol.

Numa corrida em que Miguel Oliveira (Mahindra) abandonou, Alex Marquez venceu em Moto3, à frente do espanhol Efrén Vázquez (Honda) e do sul-africano Brad Binder (Mahindra).

Com este triunfo, Marquez passou a ter 25 pontos de avanço sobre o australiano Jack Miller (KTM), que foi apenas quinto, depois de ter escolhido mal uma trajetória na última volta, quando lutava pelo triunfo.

Exclusivos