Márquez conquista o Grande Prémio de Espanha

O piloto espanhol Marc Márquez (Honda) venceu o Grande Prémio de Espanha, quarta prova do Campeonato do Mundo de motociclismo, seguido do italiano Valentino Rossi (Yamaha) e do seu compatriota Dani Pedrosa (Honda).

Menos feliz esteve o português Miguel Oliveira (Mahindra) na categoria de Moto3, tendo terminado a corrida no 14.º posto, depois de ter arrancado do 12.º posto.

Márquez, atual campeão do Mundo, soma já a sua quarta vitória em quatro corridas e destacou-se ainda mais no primeiro lugar no campeonato, com 100 pontos.

O sete vezes campeão do Mundo, o italiano Valentino Rossi (Yamaha), subiu ao segundo lugar do pódio pela segunda vez esta época, o que lhe confere o terceiro lugar da geral do campeonato, com 61 pontos.

Dani Pedrosa, que conseguiu ultrapassar o espanhol Jorge Lorenzo (Yamaha) na fase final da corrida, mantém o segundo lugar no campeonato do Mundo, com 72 pontos, depois de hoje ter sido terceiro.

Em Moto2, foi o finlandês Mika Kalio (Kalex) que venceu no circuito de Jerez de la Frontera, seguido do suíço Dominique Aegerter (Suter) e do alemão Jonas Folger (Kalex).

O espanhol Esteve Rabat (Kalex) é, neste momento, o líder do campeonato, com 83 pontos, depois de ter ficado em quarto lugar na corrida de hoje.

Mika Kalio está em segundo na geral, com 67 pontos, e o "rookie" espanhol Maverick Viñales (Kalex) está em terceiro, com 49 pontos.

Na classe de Moto3 do Campeonato do Mundo, o vencedor da corrida foi o italiano Romano Fenati (KTM), seguido dos espanhóis Efren Vázquez (Honda) e Alex Rins (Honda).

Na geral de Moto3, é o australiano Jack Miller (KTM) que vai em primeiro, com 79 pontos, Romano Fenati em segundo, com 74, e Efren Vázquez em terceiro, com 62.

O português Miguel Oliveira (Mahindra) foi 14.º, depois de ter partido da 12.ª posição da grelha de partida.

"Não me senti 100% confiante durante todo o fim de semana nas áreas de travagem e em Jerez há três importantes. Tive ainda um problema no antebraço, que a partir da quinta volta me impediu de concretizar os meus objetivos", justificou o piloto português, citado pela sua assessoria de imprensa.

Miguel Oliveira explicou ainda que esta "foi uma corrida difícil" e, por isso, sente-se feliz por ter conseguido terminá-la: "Nunca tinha conseguido terminar aqui neste circuito desde que estou no mundial".

No campeonato, o piloto da Mahindra permanece no 12.º lugar com 16 pontos.

A próxima corrida realiza-se no circuito de Le Mans, em França, a 18 de maio.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG