José Azevedo director-desportivo de Armstrong e Paulinho

O ex-corredor português José Azevedo vai juntar-se ao compatriota Sérgio Paulinho na nova equipa de ciclismo de estrada do norte-americano Lance Armstrong, confirmou hoje o novo director-desportivo à Agência Lusa.

"É verdade. Surgiu o convite e eu aceitei. Ainda não acertámos todos os pormenores, mas está confirmado. É com agrado que vou voltar a trabalhar com Armstrong, de quem fui colega de equipa e com o qual sempre tive boa relação. É uma boa oportunidade para fazer algo com que sempre sonhei durante a carreira de ciclista", disse Azevedo.

Além de Armstrong e do português Sergio Paulinho, Azevedo, que será um dos vários técnicos do novo conjunto Radio Shack, escusou-se a adiantar o nome de outros elementos, nomeadamente, o técnico belga Johan Bruyneel, adiantando que o convite surgiu através do empresário Bill Stapleton, representante do veterano corredor do Texas.

José Azevedo abandonou a carreira no final de 2008, ao serviço do Benfica, depois de ter representado Boavista, Maia, a espanhola ONCE e a norte-americana US Postal, depois designada Discovery Channel.

Um projecto de equipa, juntamente com o ex-ciclista e director-desportivo dos "encarnados", Orlando Rodrigues, gorou-se na época seguinte, devido à falta de apoios.

Nos conjuntos dos Estados Unidos, Azevedo ajudou Armstrong, terceiro classificado na recente Volta a França depois de três anos retirado, a construir o actual recorde de sete triunfos na "Grande Boucle".

O currículo do corredor português foi enriquecido quando envergou o dorsal número 1 do "Tour" de 2006, após o primeiro abandono de Armstrong, mas a prestação resumiu-se a um 19º lugar, longe do quinto posto obtido em 2004 na corrida gaulesa ou da mesma posição atingida no "Giro" de 2001.

Também hoje, o vice-campeão olímpico de fundo em Atenas2004, Sérgio Paulinho, anunciou um acordo por dois anos com a Radio Shack, deixando assim de correr ao lado do espanhol Alberto Contador, vencedor da Volta a França em 2007 e 2009.

Paulinho vai acompanhar agora o norte-americano depois de testemunhar de perto a convivência nada pacífica entre Armstrong e Contador, de quem foi companheiro de quarto, na estrutura cazaque.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG