Prémios Laureus premeiam Nadal e selecção espanhola

A Espanha esteve hoje em destaque nos Prémios Laureus, com o tenista Rafael Nadal a ser eleito o desportista masculino do ano e a selecção de futebol, campeã do Mundo, a melhor equipa de 2010.

Em Abu Dabi, Nadal, número 1 do ténis mundial, foi premiado pelos três triunfos no "Grand Slam" (Roland Garros, Wimbledon e US Open), repetindo o sucesso de 2006, ano em que recebeu o prémio de Revelação do Ano. Por seu lado, o "onze" de Vicente Del Bosque conquistou o troféu depois de ter conquistado o Mundial disputado na África do Sul, onde venceu na final a Holanda (1-0, após prolongamento), graças a um golo de Andrés Iniesta.

Os norte-americanos também receberam dois prémios, pela esquiadora Lindsey Vonn, eleita a desportista feminina do ano, e do surfista Kelly Slater, que somou o 10.º título mundial e foi o melhor na categoria de desportos de acção. A Alemanha também saiu da cerimónia de Abu Dabi com dois Laureus: o golfista Martin Kaymer foi a revelação do ano e a esquiadora e atleta de biatlo Verena Bentele a melhor desportista portadora de deficiência. O italiano Valentino Rossi, nove vezes campeão mundial de motociclismo, foi o outro vencedor da noite dos "Óscares do desporto", como o prémio de "regresso do ano".

A Fundação Laureus distribuiu ainda três prémios adicionais: o prémio carreira ao futebolista francês Zinedide Zidane, o prémio espírito desportivo à equipa europeia da Ryder Cup de golfe e o prémio "Desporto para o Bem" para May El-Khali, o fundador da Maratona de Beirute.

Ler mais

Exclusivos