John McEnroe garante que consegue vencer Serena Williams

Está lançado mais um desafio de "guerra dos sexos". Agora é no ténis. Dois campeões, duas gerações frente-a-frente? A última palavra pertence a Serena Williams... e ao valor monetário oferecido a McEnroe.

Há uns dias, Ronda Rousey como que desafiou Floyd Mayweather, ao dizer que venceria o campeão de boxe num combate sem regras. Do ringue para o court, agora é John McEnroe que também lança um desafio entre sexos ao afirmar, com grande convicção, que ganha a Serena Williams, tenista que ele próprio considera ser a melhor de sempre.

O tenista de 56 anos - que continua a participar em alguns torneios de veteranos - esteve no programa de Jimmy Kimmel e ao ser questionado se num jogo a sério com Serena, quem ganharia, McEnroe respondeu bem ao seu estilo: "Acredito que ainda a posso vencer." Porém, até diz que as suas filhas acreditam mais na vitória de Serena, que tem 33 anos.

Veja o vídeo a partir do 1:20 minuto.

John McEnroe - que venceu sete Grand Slams em singulares - demonstra grande respeito pela atual número 1 mundial - que já soma 21 -, que se prepara para jogar o US Open e caso ganhe conseguirá um feito raro: ganhar os quatro Grand Slams num ano. E parece que um encontro entre os dois até já foi um objetivo de Donald Trump: "Há 15 anos, o Donald Trump - que tem andado um pouco nas notícias - fez uma oferta que achei que não era suficiente."

E se para McEnroe Serena Williams teria "muito a perder" se fosse derrotada "por um velho", parece que seria o próprio o mais prejudicado. "Tenho muito a perder porque se perder com uma mulher, Deus queira que não, então não serei autorizado a entrar em nenhum balneário masculino nos próximos 15 anos, ou possivelmente nunca mais na minha vida", salientou McEnroe.

Quanto à questão monetária, parece que se o valor rondar o que Mayweather e Pacquiao receberam naquele que foi apelidado o combate de século (só Mayweather terá recebido 200 milhões de euros), McEnroe poderá ser tentado a aceitar um frente-a-frente com Serena. Mas só no court de ténis. "Acho que não conseguiria vencê-la no ringue", brincou McEnroe.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Saúde

Empresa de anestesista recebeu meio milhão de euros num ano

Há empresas (muitas vezes unipessoais) onde os anestesistas recebem o dobro do oferecido no Serviço Nacional de Saúde para prestarem serviços em hospitais públicos carenciados. Aquilo que a lei prevê como exceção funciona como regra em muitas unidades hospitalares. Ministério diz que médicos tarefeiros são recursos de "última instância" para "garantir a prestação de cuidados de saúde com qualidade a todos os portugueses".