Hirvonen tenta contrariar favoritismo da Citroen

O finlandês Mikko Hirvonen (Ford) volta a ser um dos candidatos à vitória no Rali de Portugal, mas terá igualmente pela frente a forte oposição da dupla da Citroen Sébastien Loeb e Sébastien Ogier.

Para esta 45.ª edição do rali português, Hirvonen parte na liderança do mundial de pilotos, mas terá de contrariar o favoritismo dos dois franceses, que estiveram em bom plano no rali do México, segunda prova do campeonato, depois de o finlandês ter dominado a prova inaugural, o Rali de Suécia.

Nascido em 31 de julho de 1980, em Jyvaskyla, Finlândia, Hirvonen estreou-se nos ralis em 1998, tendo a sua estreia em provas do mundial ocorrido em 2002, precisamente no Rali da Finlândia.

Em 2003, Hirvonen consegue participar nas 14 provas do campeonato do Mundo com um Ford RS de 2002, tendo alcançado como melhor resultado um sexto lugar no Rali do Chipre.

Depois de uma passagem pela Subaru, Hirvonen ingressa na Ford em 2006 e ajuda a equipa na conquista do título de construtores, com uma impressionante série de seis idas consecutivas ao pódio, uma das quais a sua primeira vitória, no Rali da Austrália.

Na temporada seguinte, Hirvonen conquista igualmente vitórias nos ralis da Noruega, Japão e Grã-Bretanha, tendo terminado o campeonato no terceiro lugar e ajudado a Ford a revalidar o título nos construtores.

Na temporada de 2008, e com vitórias na Jordânia, Turquia e Japão, Hirvonen foi segundo no campeonato, para, no ano seguinte, voltar a falhar.

As vitórias consecutivas na Grécia, Polónia, Finlândia e Austrália deixaram-no na liderança do campeonato a uma prova do final, com apenas um ponto de vantagem, mas acabou por perder o cetro para Loeb.

Em 2010, as duas vitórias consecutivas nas duas primeiras provas deram indícios de que Loeb iria sentir mais dificuldades para somar um sétimo título consecutivo, mas o finlandês acabou por vencer apenas mais uma prova, desistindo cedo da corrida pelo título.

Nos nove anos que leva de mundial, Hirvonen já disputou 115 ralis, tendo vencido em 15 ocasiões.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG