Dono dos LA Clippers banido para sempre da NBA

Depois da conversa racista com a sua namorada, Donald Sterling, para além de ser expulso da NBA, terá de pagar uma multa de 1,8 milhões de euros. A decisão coube ao comissário Adam Silver

"O sr. Sterling fica proibido para sempre de ter qualquer associação com a NBA e com os Clippers", anunciou Adam Silver em conferência de imprensa esta terça-feira. O comissário da NBA tomou a decisão depois de uma investigação da liga ter comprovado que era realmente Donald Sterling o autor das declarações de teor racista incluídas numa conversa telefónica tornada pública.

"Incomoda-me que querias transmitir a tua ligação aos negros. Precisas fazer isso? Podes dormir com eles, podes fazer o que quiseres. A única coisa que te peço é que não promovas isso e que não os leves aos meus jogos. Não tens de ter fotos com pessoas negras no teu Instagram asqueroso", disse o proprietário dos LA Clippers, de 80 anos, numa conversa telefónica com a sua namorada, depois de V. Stiviano publicar uma foto na sua conta pessoal do Instagram com o ex-basquetebolista Magic Johnson.

No momento da divulgação desta chamada muitas foram as personalidades que demonstraram a sua revolta, entre elas o presidente norte-americano Barack Obama, o ex-basquetebolista e atual dono dos Charlotte Bobcats Michael Jordan e os próprios atletas dos LA Clippers.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG