Armindo Araújo recebido em euforia no Aeroporto de Lisboa

Armindo Araújo, que domingo se sagrou campeão Mundial de produção, na Austrália, foi hoje recebido em euforia por dezenas de pessoas no Aeroporto de Lisboa e considerou que o triunfo pode ser o "semear de outros projectos".

"Foi difícil, já que tudo aconteceu no último troço. Foi o culminar de um projecto de três anos e pode ser o semear de outros projectos", afirmou Armindo Araújo à chegada à Portela.

No meio de buzinas normalmente ouvidas em estádios de futebol e dos tradicionais cânticos de "campeão, campeão", o piloto português da Mitsubishi foi recebido por perto de meia centena de pessoas, incluindo familiares e amigos.

"É uma sensação espectacular e uma honra muito grande trazer este título para Portugal", desabafou Araújo.

Contudo, o português espera ainda a confirmação da desclassificação de Nasser Al-Attiyah, no Rali da Acrópole (Barwa), já que, caso o recurso do piloto do Qatar seja aceite na Federação Internacional do Automóvel (FIA), Armindo Araújo falha a conquista do Mundial de produção.

"Estou confiante e tranquilo. A FIA tem o relatório que prova que o carro estava irregular. Por isso, com certeza que é isso que vai decidir", disse.

Ao lado de Armindo Araújo, nos últimos três anos, esteve o co-piloto Miguel Ramalho, que, a viver "um dos pontos mais altos" da sua carreira, confidenciou o estado de espírito dos dois portugueses a poucos quilómetros da meta.

"Quando subimos para quarto lugar a sete quilómetros do final (devido ao abandono do japonês Toshi Arai), o Armindo começou um pouco a festejar, mas eu tive que lhe lembrar que ainda faltava chegar ao final e que era preciso ter calma", declarou.

" espera de Armindo Araújo no Aeroporto do Portela esteve também Rui Madeira, campeão do Mundo de produção em 1995, que se mostrou "muito orgulhoso" com o feito do seu compatriota.

"Sinto alguma nostalgia neste momento. É bastante difícil em Portugal montar um projecto como o dele, mas a verdade é que ele conseguiu e está de parabéns", disse o ex-piloto.

A decisão da FIA sobre a desclassificação de Nasser Al-Attiyah, que poderá confirmar o triunfo de Araújo, será conhecida a 06 de Outubro.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG