Armindo Araújo na 14.ª posição

O Mini de Armindo Araújo caiu hoje numa vala e o piloto português segue em 14.º no Rali de Monte Carlo, prova de abertura do mundial da especialidade, a 8.30 minutos do líder, o francês Sébastien Loeb (Citroen).

Quase metade do atraso de Armindo Araújo resultou precisamente da ligeira saída de estrada em Burzet, uma das míticas especiais de Monte Carlo, provocada pelo acumular de neve no alcatrão.

"Fomos surpreendidos com uma placa de gelo e caímos numa vala. O carro não teve nada, mas só conseguimos sair com ajuda do público. O Rali de Monte Carlo é mesmo um grande desafio e eu já o senti na pele. A escolha de pneus e a mudança de condições são uma autêntica lotaria. Esta especial de Burzet é inesquecível", afirmou Armindo Araújo, citado pela sua assessoria de imprensa.

O dia foi de sorte para Loeb, que beneficiou de um acidente do finlandês Jari-Matti Latvala (Ford) no quarto troço, quando era líder com mais de meio minuto de vantagem sobre o francês, oito vezes campeão do mundo. Após a primeira etapa, Loeb tem 1.04,2 minutos de avanço sobre o espanhol Dani Sordo (Mini) e 1.05,2 face ao norueguês Petter Solberg (Ford).

As escolhas de pneus assumiram papel fulcral na jornada, sobretudo porque a incerteza nas condições climatéricas tornava particularmente complicada qualquer decisão. Latvala apostou em pneus para piso seco e foi quem melhor partido tirou da opção, uma vez que os pilotos que apostaram em combinações para chuva e neve foram sofrendo um desgaste muito acentuado.

Na quinta-feira, a segunda jornada do rali será também a mais longa, com 441,36 quilómetros, dos quais 131,76 serão cronometrados, repartidos por seis especiais.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG