Argentina, 1 de janeiro

O primeiro dia do ano começa cedo para os concorrentes do Dakar. Ainda mal nos refizemos das festividades e já temos que estar a postos para a partida.

A concentração é total e agora nada pode falhar. Ao longe ainda se ouvem alguns foliões a festejar o início de mais um ano. Aliás, por aqui o ambiente ainda é de festa. Mas, os concorrentes já têm os olhos postos na estrada. Os corações batem mais depressa e aceleram-se os motores até que surge a ordem de partida e começa a corrida. Primeiro saem os pilotos das motos, seguindo-se os carros e por fim os camiões. São cerca de 480 os veículos inscritos neste Dakar e que irão disputar, ao longo de 14 etapas, a vitória no mais duro e mítico rali do mundo.

Hoje cumprimos a etapa que ligou Mar del Plata e Santa Rosa de la Pampa. Antes de uma longa ligação de quase seiscentos quilómetros teve uma curta especial cronometrada que funcionou mais ou menos como um aquecimento para os muitos quilómetros que ainda faltam percorrer. Para nós deu para retomar o contacto com o carro e com o peso extra que agora transportamos. Ter ficado entre os dez primeiros corresponde às nossas expectativas. Poderia ter feito um tempo ligeiramente melhor, se tivesse optado por uma pressão de pneus mais baixa para a zona de areia, mas estou satisfeito.

Ricardo Leal dos Santos

Piloto da Mini ALL 4 Racing

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG