Agora toda a gente sabe quem Pistorius realmente é

Oscar Pistorius não conseguia conter as lágrimas de cada vez que escutava o nome da namorada Reeva Streenkamp na sala do tribunal de Pretoria, onde será julgado, no próximo mês de junho, pelo assassínio da jovem, de 29 anos. Uma amiga íntima da modelo descarta esta atitude, afirmando que o atleta é uma farsa.

O corredor, que se atreveu a competir nos Jogo Olímpicos de Londres apesar de ter as pernas amputadas, tornando-se símbolo global do êxito e da superação de obstáculos, é um verdadeiro maestro em mostrar o melhor de si à frente das câmaras. Assim o diz a modelo sul-africana Shashi Naidoo,amiga intima de Reeva. Ela, que também conhece as câmaras - foi apresentadora de televisão e dirige a sua própria agência de moda em Joanesburgo - quer contar quem é o verdadeiro Oscar Pistorius, que conheceu quando o atleta paralímpico estava envolvido com a amiga.

Reeva Steenkamp também era modelo, e esta iria ser o seu ano, com um reality show prestes a estrear, contratos publicitários, capas de revistas e, namorada de um dos atletas mais famosos do mundo. Contrariando todas as expetativas, a polícia encontrou o corpo da modelo em casa do namorado, no dia de São Valentim. A rapariga morreu com tiros disparados pela arma do atleta, que afirma tê-la confundido com um ladrão.

As lágrimas do atleta na sala de audiências enraiveceram a amiga da modelo, que decidiu expor o verdadeiro Oscar Pistorius: "O Oscar não chorava pela Reeva, chorava por ele próprio. Chorava pela vida que tinha acabado de perder. A sua vida está acabada, os patrocinadores abandonaram-no e agora todo o mundo sabe quem ele realmente é", acusa Shashi Naidoo.

Pistorius continua a afirmar que a morte da namorada foi um acidente, mas a amiga da modelo diz que não acredita nesta versão do atleta. "É acusado de assassínio, se o condenarem passará a vida na cadeia. Claro que vai fazer e dizer tudo o que possa para o evitar", acrescenta a modelo.

A amiga íntima de Reeva decidiu agora falar porque se arrepende de ter "visto os sinais" e de nada ter feito. "Se suspeitam de alguma coisa, se veem que uma pessoa está numa relação abusiva apoiem, estejam com ela e tirem-na de lá. Não quero que Reeva morra em vão", concluiu a modelo, citada pelo diário espanhol ABC.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG