Operação CashBall com três novos arguidos

Suspeitos estão ligados ao andebol do clube de Alvalade

O inquérito da Operação Cashball tem três novos arguidos que enfrentam acusações de corrupção passiva.

A notícia é avançada esta sexta-feira pelo jornal Público que refere que os três agentes desportivos estão ligados à modalidade de andebol, mas não foram divulgados os seus nomes ou cargos no Sporting.

A investigação da PJ já levou à detenção do 'team manager' do clube, André Geraldes, mas também de Paulo Silva, suposto intermediário em casos de alegada corrupção em jogos de andebol e de futebol, e de João Gonçalves e Gonçalo Rodrigues, funcionário do clube.

Segundo o Correio da Manhã, a investigação do Ministério Público incide sobre vários jogos de futebol, nomeadamente o da terceira jornada da I Liga desta época, entre o Vitória de Guimarães e o Sporting, que os 'leões' venceram por 5-0.

O CM cita conversações que alegadamente implicam o defesa João Aurélio, jogador do Vitória que terá sido aliciado para facilitar o triunfo do clube lisboeta.

Além deste, estarão também em causa os restantes cinco jogos do Sporting nas seis primeiras jornadas na presente época da I Liga, com Desportivo das Aves, Vitória de Setúbal, Estoril Praia, Feirense e Tondela.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG