O que precisam os três grandes?

No dia em que reabre o mercado de transferências, Madjer, Beto e Gaspar Ramos analisam no DN o que FC Porto, Sporting e Benfica precisam em termos de reforços

FC PORTO

Madjer: "Alternativas para jogadores como Danilo e Brahimi"

Desde o início do campeonato que se comenta o alegado "plantel curto" dos dragões, sem grandes segundas linhas. Ainda assim, a equipa de Sérgio Conceição tem dado conta do recado - é líder do campeonato em igualdade pontual com o Sporting e está em todas as competições, incluindo a Liga dos Campeões, onde é o único representante português. Madjer, antigo campeão europeu pelo FC Porto, tem estado atento à equipa e considera que o meio-campo poderia ter mais alternativas.

"Acompanhei sobretudo os grandes jogos e as partidas na Liga dos Campeões e desde que assumi o cargo de selecionador da Argélia tenho estado ainda mais atento. O FC Porto tem uma grande equipa e isso fica demonstrado por tudo o que têm feito nesta primeira metade da época. Se necessitam de reforços? Nós treinadores dizemos sempre: se vierem para ajudar, quantos mais melhor. Não quer dizer que o FC Porto necessite urgentemente de jogadores de maior nível, pois tem muitos, mas se calhar precisam de outro tipo de alternativa", disse Madjer ao DN, destacando o que para si poderiam ser as soluções para o plantel na reabertura de mercado.

"Talvez sejam necessárias alternativas para jogadores como Danilo e Brahimi. São futebolistas fundamentais na equipa e como o FC Porto tem muitos jogos até final da temporada, estão em todas as competições, como na Liga dos Campeões, em alguma ocasião vão precisar de descansar e talvez aí sejam necessários jogadores de um nível semelhante, embora seja complicado contratar alguém assim durante o mês de janeiro", salientou o selecionador da Argélia.

Líder do campeonato, com os mesmos pontos que o Sporting, Madjer acredita que o FC Porto não se pode considerar favorito para o que resta da temporada, e nem qualquer reforço mudará a sua opinião. Pelo menos para já. "É claro que estou a torcer pela vitória do FC Porto, mas ainda é cedo para dizer que esta ou aquela equipa é favorita. Se o FC Porto conseguir contratar mais jogadores será positivo, mas não será isso que fará a equipa mais competitiva no imediato, há que dar tempo aos que chegam. O campeonato português é muito equilibrado entre os três grandes e neste momento não há favoritos, mas ainda bem que o FC Porto está na frente", concluiu.

Possíveis entradas: Etebo, Raphinha, Paulinho e Nakajima.

Possíveis saídas: Layún, Hernâni e Casillas.

SPORTING

Beto: "Avançado seria boa solução, mas plantel é suficiente"

Sporting Um dos clubes ao qual mais têm sido apontados jogadores na reabertura de mercado é o Sporting, sobretudo para o setor mais ofensivo. Beto, ex-internacional português e antigo capitão dos leões, também vê com bons olhos a contratação de um matador para rivalizar com o holandês Bast Dost, até devido às prováveis chegadas dos médios Wendel e Rúben Ribeiro, mas entende que o atual plantel leonino poderá ser suficiente.

"Normalmente neste mercado há sempre uns ajustes, mas não quer dizer que o Sporting precise. Esses ajustes são normais, ou por lesões ou por um jogador estar a corresponder menos bem. Mas o Sporting está a passar um bom momento e se eventualmente houver alguma contratação isso não quer dizer que os adeptos, como eu, estejam insatisfeitos", começou por dizer Beto ao DN, considerando mesmo que não consegue encontrar nenhuma debilidade no plantel.

"Não vejo nenhum setor mais frágil do que outro. Sinceramente, vejo toda a estrutura da equipa bastante forte. Se tivesse de escolher alguma posição, provavelmente um avançado seria uma boa solução, mas o plantel é suficiente. Vietto? Claro que dar mais concorrência a Bas Dost seria interessante, até porque se fala de uma possível saída do Doumbia, mas não vejo nenhum setor mais fragilizado do que outro", disse o ex-futebolista, mostrando-se agradado por tudo o que tem sido feito até ao momento pela atual equipa leonina.

"Acredito que este plantel é suficiente para atacar o resto da temporada. As coisas têm corrido bem à equipa, em todas as competições, pelo que todos nós sportinguistas estamos satisfeitos com tudo o que tem sido feito até aqui e estamos confiantes para o que resta do ano desportivo. Como ex-jogador, no entanto, também sei que os plantéis nunca estão fechados e se vier alguém para acrescentar valor tanto melhor", assinalou o antigo defesa dos verde e brancos.

Quanto ao jogo de dia 3 com o Benfica, para o campeonato, Beto entende que do lado do Sporting nenhum resultado irá interferir com o possível reforço do plantel. "Falta muito campeonato, as equipas da frente estão muito próximas, pelo que esse jogo com o Benfica não interfere com qualquer contratação, até porque o Sporting ainda está em todas as competições", concluiu.

Possíveis entradas: Wendel, Rúben Ribeiro, Luciano Vietto e Pity Martinez.

Possíveis saídas: Doumbia, Jonathan Silva, Alan Ruiz, Bryan Ruiz, Iuri Medeiros e Petrovic.

BENFICA

Gaspar Ramos: "A defesa e o meio-campo precisam de reforços"

Benfica Os encarnados já só podem sonhar com a conquista do pentacampeonato, isto após terem sido afastados das restantes competições muito precocemente. A três pontos da liderança, Gaspar Ramos, ex-diretor do futebol dos encarnados, entende que o Benfica ainda vai a tempo de lutar pelo título, mas para tal identifica a defesa e o meio-campo como setores a reforçar nesta reabertura de mercado de janeiro.

"O Benfica está ainda a lutar pelo campeonato e para que isso possa concretizar-se no final da época será necessário contratar alguns jogadores, dois ou três, para ajudar a que este plantel tenha um superior nível competitivo. O setor defensivo é o mais visível, pois saíram jogadores de grande qualidade e não se conseguiu contratar nenhum com o nível próximo desses que foram transferidos. É assim necessário reforçar este setor, assim como o próprio meio-campo precisa de mais alternativas viáveis", afirmou ao DN o ex-dirigente, considerando, contudo, que neste defeso raramente se consegue encontrar as melhores soluções para compor um plantel.

"Janeiro nunca é a melhor altura para contratações, pois os jogadores poderão não ser os mais ajustados, ainda que por vezes com um pouco de sorte se consiga realizar uma contratação que pode ajudar", considerou, apontando o dedo à estrutura encarnada.

"Foi feito um mau planeamento no início da época e isso reflete-se agora. Na altura não funcionou bem, pelo que agora estão à procura de corrigir esses erros que cometeram quando projetaram a equipa", assinalou Gaspar Ramos.

Os encarnados estão atentos ao mercado e já têm alguns jogadores em análise. Ainda assim, Gaspar Ramos, antigo diretor desportivo do Benfica, considera que esperar pelo resultado diante do Sporting, no próximo dia 3 de janeiro, será a melhor estratégia para um possível ataque ao mercado.

"Esperar pelo jogo com o Sporting é algo que se admite nesta altura. É um jogo muito importante e como não poderiam chegar jogadores antes, entendo que se espere por esse dia 3, para depois olhar melhor para o que resta do campeonato. Não será um jogo que vai definir tudo, mas ajuda, e aí poderá entender-se se valerá a pena apostar forte no mercado de janeiro ou esperar apenas por uma ou outra oportunidade", concluiu.

Possíveis entradas: Bruno Peres, Erdal Rakip, Yuri Ribeiro, Mazan e André Horta.

Possíveis saídas: João Carvalho, Gabriel Barbosa, Hérmes, Eliseu, Douglas e Rafa.

Exclusivos

Premium

Legionela

Maioria das vítimas quer "alguma justiça" e indemnização do Estado

Cinco anos depois do surto de legionela que matou 12 pessoas e infetou mais de 400, em Vila Franca de Xira, a maioria das vítimas reclama por indemnização. "Queremos que se faça alguma justiça, porque nunca será completa", defende a associação das vítimas, no dia em que começa a fase de instrução do processo, no tribunal de Loures, que contempla apenas 73 casos.