Nazaré Challenge com retorno promocional superior a 7 milhões de euros

Revelação do presidente da autarquia local sobre a etapa do circuito mundial de ondas gigantes

O Nazaré Challenge, etapa do circuito Big Wave Tour da World Surf League realizado em dezembro, na praia do Norte, gerou um retorno em comunicação e promoção superior a sete milhões de euros, divulgou a autarquia.

"O retorno promocional da marca Nazaré atingiu os 7,2 milhões de euros em termos de comunicação e promoção da prova e da vila", disse hoje à agência Lusa o presidente da Câmara da Nazaré, Walter Chicharro, com base nos dados divulgados pela World Surf League, coorganizadora do evento.

O Nazaré Challenge, que se realizou na praia do Norte pela primeira vez no dia 20 de dezembro de 2016, "gerou 181 notícias, entre 15 de outubro e 31 de dezembro", período em que decorreu a temporada de ondas grandes.

A televisão foi, segundo os dados divulgados pela Câmara, "a plataforma informativa que mais tempo de emissão dedicou ao assunto (86%)", seguindo-se "a internet, com 7%, a imprensa escrita, com 4%, e, finalmente, a rádio, com 2%".

A comunicação do evento nas redes sociais -- Facebook, Twitter e Instagram - "atingiu as 3,5 milhões de visualizações", refere um comunicado da autarquia.

Por países, os Estados Unidos lideraram a audiência a este evento, seguindo-se o Brasil, a Austrália e Portugal.

Para Walter Chicharro, "o importante retorno obtido confirma terem sido alcançados os objetivos de trazer para a Nazaré a principal prova de ondas grandes e os melhores atletas do planeta".

Ainda assim, nesta primeira edição, não foi possível "medir os impactos ao nível da economia local", apesar de haver "bons indicadores por parte da restauração e hotelaria, que nos dias da prova estiveram completamente cheios".

A contabilização do volume de negócios gerados pelos eventos na Nazaré deverá, no entanto, "começar a ser estudada este ano", através de um protocolo firmado em dezembro entre a câmara e o ISCTE -- Instituto Universitário de Lisboa.

As primeiras provas a serem monitorizadas serão os jogos da Liga Nacional de Futebol de Praia.

"O objetivo é alargar aos restantes eventos que decorrem ao longo do ano e cujo retorno queremos conhecer com exatidão", afirmou o presidente.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG