Nadal não acha mal que mulheres ganhem menos do que os homens no ténis

Tenista espanhol tenta este domingo ganhar o 11.º título em Roland Garros, num jogo frente ao estreante austríaco, Dominic Thiem.

O tenista espanhol Rafael Nadal disse numa entrevista ao suplemento Io Dona, do jornal italiano Corriere della Sera, que considera justo que os tenistas do sexo masculino ganhem mais dinheiro do que as do sexo feminino.

"É justo que no ténis as mulheres ganhem tanto quanto os homens?", questionou a jornalista Antonella Baccaro.

Nadal respondeu que "é uma comparação que nem sequer devia ser feita", alegando que "as modelos ganham mais que os colegas [o sexo masculino] mas ninguém diz nada". Tudo "porque elas têm mais seguidores".

"No ténis acontece o mesmo, ganha mais quem mobiliza mais público", referiu na entrevista.

Pela primeira vez em oito anos, não há uma única mulher na lista dos 100 desportistas mais bem pagos no mundo, de acordo com a lista publicada esta semana pela revista Forbes, o que os ativistas consideram mais a última "prova" do facto de as mulheres serem subvalorizadas no desporto.

No ano passado havia uma mulher na lista: a tenista Serena Williams era 51.ª, mas caiu no ranking após o nascimento da filha.

O tenista espanhol procura, este domingo, ganhar o 11.º título em Rolland Garros, num jogo frente ao estreante austríaco, Dominic Thiem. Oitavo do ranking mundial e pela primeira vez na final de um torneio do Grand Slam, o austríaco é responsável pelas últimas duas derrotas do espanhol em terra batida.

Nas redes sociais, entre os desejos de que Nadal vença a prova, há também quem critique as suas declarações.

"Rafa Nadal agarra-se à exceção para justificar a brecha salarial", escreve uma utilizadora, dizendo que a declaração "mostra que pensa que o esforço e o suor das suas colegas femininas vale menos".

"Decepcionante, mas não surpreendente de Nadal", escreve o jornalista Ben Rothenberg, que escreve para o New York Times e tem um podcast sobre ténis.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG