Márquez rompe com Rossi. Uma inimizade sem retorno

Piloto espanhol decidiu rasgar contrato com a empresa de merchandising do italiano, depois da polémica entre ambos no Mundial de 2015

Não há volta a dar. Os tempos em que Marc Márquez e Valentino Rossi posavam juntos e sorridentes para as fotos, com o jovem espanhol feliz por ter a atenção do ídolo e o veterano italiano a apadrinhar o talento especial do "sucessor", ficaram irremediavelmente para trás.

O Mundial de Moto GP de 2015 deixou feridas insaráveis na relação entre ambos e Marc Márquez deu mais um sinal disso mesmo com a sua mais recente decisão de romper com a empresa que lhe geria o merchandising, a VR46, propriedade de... Valentino Rossi. A partir de agora, o italiano deixa de poder ganhar dinheiro a vender camisolas, fatos e luvas do rival.

A relação comercial entre ambos vinha desde 2012, quando o espanhol ainda andava pelo Moto2, categoria da qual se haveria de sagrar campeão nesse mesmo ano, antes de subir para a MotoGP. Então, Márquez e Rossi eram bons amigos que faziam questão de alimentar publicamente uma admiração mútua. O prodígio espanhol confessava que tinha posters de Valentino Rossi no quarto e a lenda italiana admitia que via em Márquez um talento raro que lhe fazia lembrar alguém: ele próprio.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG