Maria Sharapova. Depois do doping, a saída do top 10

Russa não descia tão baixo desde 2001. Serena continua a liderar ranking WTA

Maria Sharapova saiu do top 10 mundial esta segunda-feira e pela primeira vez desde março de 2011. A russa, atualmente suspensa preventivamente devido a um controlo antidoping positivo, só competiu em quatro torneios desde Wimbledon, em julho do ano passado. Este ano só somou pontos no Australian Open, que lhe deverão ser retirados, já que foi nessa prova que acusou positivo, para meldonium.

Victoria Azarenka conquistou Indian Wells (venceu Serena, a líder mundial) empurrou a russa para o 11.º lugar do ranking.

A portuguesa Michelle Larcher de Brito, que não compete desde finais de fevereiro, quando foi eliminada logo na primeira ronda do qualifying em Monterrey, baixou 14 lugares e ocupa agora a posição 225.

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.