Mais de 200 atletas apoiam carta aberta que pede apoio a pós-carreira dos desportistas

Em causa está um texto em que se pede respeito e dignidade aos atletas na sequência da "forma como os resultados das provas de acesso do judoca Jorge Fonseca à PSP foram publicamente discutidos".

Uma carta aberta publicada nas redes sociais pela fundadora da Sports Embassy, Inês Caetano, conta já com o apoio de mais de 200 atletas, entre os quais mais de 100 internacionais portugueses em várias modalidades.

Em causa está um texto em que se pede respeito e dignidade aos atletas na sequência da "forma como os resultados das provas de acesso do judoca Jorge Fonseca à Polícia de Segurança Pública (PSP) foram publicamente discutidos".

"A questão que se levanta não é o facto do Jorge Fonseca não ter sido admitido ou não ter conseguido atingir uma nota mínima que lhe permita o acesso. O que temos de questionar é qual o papel de todos os nvolvidos no Desporto perante uma situação destas? Onde está a responsabilidade social dos stakeholders do Desporto nesta matéria?", pode ler-se.

Inês Caetano criticou o "facto de os desportistas em Portugal não terem ao dispor programas de acompanhamento que os ajudem a manter uma carreira dual e na transição da carreira desportiva", pedindo a clubes, federações, IPDJ para intervirem na proteção e desenvolvido dos atletas além da vida desportiva.

A carta foi publicada no sábado, mas nos últimos dias tem recebido o apoio de centenas de atletas, entre os quais os internacionais Ângelo Girão, Bebé, Bárbara Timo, Susana Feitor e Ricardo.

"A adesão de tantos atletas de elite a esta carta é finalmente o início de um movimento de reforma. Chegou o momento de Portugal aprender a respeitar os seus atletas e todos aqueles que defendem as cores nacionais. Não devemos pedir tratamento especial, regras diferenciadas, mas temos de exigir respeito e dignidade. Quando escrevemos esta carta, representando os muitos atletas com que lidamos no dia a dia, quisemos transmitir esta mensagem, e é com emoção - e sensação de dever cumprido - que constatamos que a reação em cadeia superou o que imaginámos. Convidamos todos os apaixonados pelo Desporto, todos os que respeitam os nossos Atletas, a subscreverem esta carta e a juntarem-se a nós partilhando-a e divulgando-a para que possamos fazer a diferença. Juntos podemos influenciar um desporto mais justo e mais seguro para os praticantes, e esperamos que esta forte mensagem tenha a capacidade de mobilizar todos os agentes responsáveis para um desígnio que a todos é comum - de Atletas a jornalistas, passando por dirigentes desportivos", explicou Inês Caetano, citada por um comunicado enviado pela Sports Embassy às redações.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG