Judoca Jorge Fonseca reassume liderança mundial na categoria de -100 kg

Este ano, o judoca do Sporting já venceu o Grande Prémio de Portugal, em janeiro, em Almada, e o Open Europeu de Praga, em março, somando agora a sua terceira medalha e uma invencibilidade há 14 combates.

O judoca português Jorge Fonseca, bicampeão mundial e medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio2020, regressou à liderança do ranking mundial de -100 kg, depois de vencer o Grand Slam de Antália.

A competição turca, que venceu no domingo, valeu ao melhor judoca português da atualidade 1.000 pontos, mais do que um campeonato da Europa pode 'oferecer' (a vitória vale 700 pontos), e Jorge Fonseca reassumiu um lugar que já tinha ocupado.

O judoca passou a somar 5.829 pontos, mais 360 do que o russo Arman Damian, cuja Federação decidiu não participar em competições, alegando questões de segurança, embora a Federação internacional permita que os atletas do país o continuem a fazer, mas de forma neutra, face à invasão russa da Ucrânia.

Este ano, o judoca do Sporting já venceu o Grande Prémio de Portugal, em janeiro, em Almada, e o Open Europeu de Praga, em março, somando agora a sua terceira medalha e uma invencibilidade há 14 combates.

O ouro em Antália surge a menos de um mês dos campeonatos europeus de judo, que decorrerão entre 29 de abril e 01 de maio, em Sófia, na Bulgária, onde Jorge Fonseca procura o seu primeiro título continental, depois de ter sido bronze em 2020, em Budapeste.

Os resultados na Turquia permitiram também a Bárbara Timo uma 'enorme' subida em -63 kg, com a judoca do Benfica a progredir 10 posições, do 34.º para o 24.º lugar, graças à medalha de bronze conquistada em Antália.

Timo teve de começar do início neste peso, pelo qual optou a seguir aos Jogos de Tóquio, descendo dos -70 kg para os -63 kg, e, assim, precisa de pontos que a coloquem na 'linha da frente' na categoria.

Desde a mudança, a judoca do Benfica teve duas importantes e significativas conquistas, primeiro a vitória no Grand Slam de Paris (1.000 pontos), ainda antes de uma cirurgia em janeiro, e agora mais 500 pontos com um terceiro lugar.

Entre os outros judocas lusos que competiram na Turquia, Telma Monteira (quinta classificada, 360 pontos) manteve a quarta posição em -57 kg e Rodrigo Lopes (quinto, 360 pontos) subiu 11 posições e é 27.º em -60 kg.

Na mesma categoria, a mais leve em masculinos, Francisco Mendes (nono, 160 pontos) subiu a 91.º, enquanto Catarina Costa manteve o quarto lugar em -48 kg e Joana Diogo desceu duas posições em -52 kg, ocupando o 48.º lugar.

Em -81 kg, João Fernando somou 160 pontos com o nono lugar na Turquia e subiu a 87.º da categoria, enquanto Patrícia Sampaio, com a mesma nona posição, progrediu seis posições e é atual 26.ª em -78 kg.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG