Jens Lehmann afastado da administração do Hertha por mensagem de teor racista

O ex-guarda-redes disse ter-se desculpado imediatamente a Dennis Aogo, que recebeu também a mensagem, que não lhe era destinada, elogiando as suas qualidades como comentador.

O ex-guarda-redes internacional alemão Jens Lehmann foi afastado do conselho de administração do Hertha Berlim, na sequência de uma mensagem de teor racista transmitida no WhatsApp sobre o futebolista e comentador desportivo Dennis Aogo.

Lehmann questionou, com um 'smile', se Dennis Aogo se encontrava a comentar o jogo das meias-finais da Liga dos Campeões de futebol, na terça-feira, entre Manchester City e Paris Saint-Germain (2-0), para preencher a "quota de negros" do canal televisivo Sky.

O ex-guarda-redes disse ter-se desculpado imediatamente a Dennis Aogo, que recebeu também a mensagem, que não lhe era destinada, elogiando as suas qualidades como comentador.

"Eu sou o responsável pelo facto desse WhatsApp ter saído do meu telemóvel. Era uma mensagem privada", disse Lehmann, que integrava a direção do clube da Liga alemã, sem revelar o destinatário, admitindo que foi "redigida de maneira desajeitada", mas que deveria ter sido "positiva".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG