José Mourinho já tem uma avenida em Setúbal

"É a homenagem de uma cidade, de um concelho, que querem perpetuar este nome especial na que é hoje uma das mais conhecidas artérias da cidade", disse a autarca da cidade

A presidente da Câmara de Setúbal afirmou esta terça-feira que a decisão do município de atribuir o nome do técnico setubalense José Mourinho a uma avenida da cidade é uma homenagem mais do que justificada ao treinador do Manchester United.

"É a homenagem de uma cidade, de um concelho, que querem perpetuar este nome especial na que é hoje uma das mais conhecidas artérias da cidade", disse Maria das Dores Meira, antes de, juntamente com o técnico setubalense, descerrar a placa com o nome da avenida José Mourinho, junto ao Parque Urbano de Albarquel.

"A partir de hoje queremos que as pessoas digam com orgulho que vão a Setúbal passear, almoçar ou jantar, numa avenida especial, aquela avenida onde se come muito bom peixe, de onde partem os barcos para a pesca, onde flui a intensa vida de uma cidade com gentes orgulhosas da sua forte identidade e dos seus filhos diletos. Aqui, nesta avenida José Mourinho, é Setúbal que vive e se afirma", acrescentou a presidente da Câmara de Setúbal.

Maria das Dores Meira referiu-se a José Mourinho como um "filho de Setúbal, homem do mundo, personalidade global" e "um desses setubalenses que nos enchem o coração de orgulho, porque ele é mesmo especial, tem um talento especial, tem especial amor pela sua terra".

"É, porventura, o setubalense mais global de sempre, aquele que em qualquer ponto do globo é reconhecido pelo seu sucesso, pelas suas capacidades. E é mesmo de talento que falamos. O talento, que aliado ao saber e à inteligência, faz grandes homens e grandes mulheres. Este Mourinho global nunca suplantará, porém, o nosso Mourinho de Setúbal, o homem que, com o mesmo empenho e orgulho, jogou no Comércio e Indústria de Setúbal e treina hoje o Manchester United", acrescentou.

O treinador José Mourinho agradeceu a homenagem e fez questão de elogiar publicamente o trabalho realizado pela presidente da Câmara de Setúbal, felicitando-a pela recente reeleição para novo mandato.

"Em primeiro lugar queria dar-lhe os parabéns pela sua goleada já esperada. A presidente é um bom exemplo de que nem só os nascidos em Setúbal amam Setúbal e fazem alguma coisa por Setúbal", disse José Mourinho, dirigindo-se à autarca setubalense, Maria das Dores Meira, reeleita domingo, com maioria absoluta, para um terceiro mandato como presidente da Câmara de Setúbal.

"Esta avenida tem o meu nome, mas podia ter o seu, porque foi a senhora que a fez, foi a senhora que deu uma nova dinâmica à cidade e que tem feito Setúbal uma cidade cada vez melhor em tempos tão difícil para todos", acrescentou José Mourinho, revelando, em linguagem futebolística, que só não tinha feito campanha por Maria das Dores Meira "porque a goleada era tão evidente".

Referindo-se à avenida José Mourinho, antiga rua da Saúde, situada na zona ribeirinha de Setúbal, numa zona requalificada e cada vez mais frequentada, José Mourinho disse que se sentia orgulhoso com a distinção do município, mas confessou tratar-se de uma situação um pouco estranha para ele próprio.

"É uma situação um pouco estranha para mim, porque Setúbal continua a ser a única cidade onde eu me sinto eu, onde me sinto Zé, onde me sinto Zé Mário, onde eu ando na rua e as pessoas me tratam como eu gosto que me tratem, como um mais, com a simplicidade normal de Setúbal e de me fazerem sentir aquilo que eu sou: um setubalense como os outros", disse.

"Eu digo sempre que troco homenagens por vitórias. Esta é, se calhar, a única que não trocava por vitórias", acrescentou José Mourinho.

À margem da cerimónia, José Mourinho foi questionado sobre a boa carreira do Manchester United, que após sete jornadas soma seis vitória e um empate na Liga Inglesa, e fez o pleno de seis pontos em dois jogos da Liga dos Campeões, mas o técnico setubalense lembrou que os bons resultados no início do campeonato não garantem a conquista de títulos.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.