Serena Williams regressa com triunfo em Indian Wells

A tenista norte-americana Serena Williams regressou na quinta-feira aos 'courts', após 14 meses de ausência para ser mãe, com um triunfo na primeira ronda de Indian Wells, face à cazaque Zarina Diyas.

Serena Williams, de 36 anos, superou Zarina Diyas, 53.ª do 'ranking' mundial, em dois 'sets', pelos parciais de 7-5 e 6-3, marcando encontro na eliminatória seguinte com a holandesa Kiki Bertens, 29.ª da hierarquia feminina.

"É incrível. Passou mais de um ano, tenho uma filha e agora posso ir para casa ter com ela, estou entusiasmada com isso. Não foi fácil, mas isso é pouco importante. Simplesmente estou aqui e a fazer o melhor que posso", afirmou Serena.

A norte-americana já conquistou 23 torneios do 'Grand Slam' em singulares, sete na Austrália, três em Roland Garros, sete em Wimbledon e seis nos Estados Unidos, e foi campeã olímpica em Londres2012, somando ainda mais três ouros em pares.

Exclusivos

Premium

Leonídio Paulo Ferreira

Nuclear: quem tem, quem deixou de ter e quem quer

Guerrilha comunista na Grécia, bloqueio soviético de Berlim Ocidental ou Guerra da Coreia são alguns dos acontecimentos possíveis para datar o início da Guerra Fria, que alguns até fazem remontar à partilha da Europa em esferas de influência por Churchill e Estaline ainda o nazismo não tinha sido derrotado. Mas talvez 29 de agosto de 1949, faz agora 70 anos, seja a melhor opção, afinal nesse dia a União Soviética fez explodir a sua primeira bomba atómica e o monopólio da arma pelos Estados Unidos desapareceu. Sim, foi o teste em Semipalatinsk que estabeleceu o tal equilíbrio do terror, primeiro atómico e depois nuclear, que obrigou as duas superpotências a desistirem de uma Guerra Quente.