Adeptos junto ao estádio do Aves para receber heróis

Chegada da equipa estava prevista para a 1.30

Algumas centenas de pessoas estão concentradas junto ao estádio do Desportivo das Aves, para saudar a equipa que domingo conquistou a Taça de Portugal de futebol e viaja desde a capital.

Com a maior parte da população da Vila das Aves também ainda a fazer a viagem de regresso para a localidade, depois de ter assistido à partida no Jamor, a festa está ser feita já por mais de duas centenas de pessoas, que aguardam a chegada dos jogadores, prevista para as 01:30.

Para já, a animação no local está cargo de um DJ, que numa improvisada 'fan zone' junto ao recinto, com algumas barracas de comidas e bebidas, vai mantendo a pequena multidão entretida com música e cânticos alusivos à conquista do troféu.

Numa noite que promete ser longa na freguesia do concelho de Santo Tirso, a equipa será recebida pelos adeptos num palco que está montado, também junto ao estádio, onde será a consagração e a taça exibida aos adeptos.

Com o avançar das horas, é expectável que se juntem à festa grande parte dos cerca de seis mil adeptos que estiveram no Jamor, e que estão a caminho de Vila das Aves em cerca uma centena de autocarros.

Na fila da frente junto ao palco, Arminda Loureiro, garantiu à Agência Lusa que "hoje a Vila das Aves não tem horas para ir para cama".

"Vamos esperar até que horas for preciso para receber os nossos heróis. É um momento histórico na nossa vila, que será difícil repetir, e temos de estar presente", partilhou a adepta trajada com as cores vermelha e branca do clube.

Um pouco ao lado, Paul Almeida também prometeu aguardar o que for preciso para saudar os jogadores, mesmo que tal "signifique dormir poucas horas".

"Vai ser uma segunda-feira difícil no trabalho, porque vou passar poucas horas pela cama, mas este é um feito tão especial que vale a pena o sacrifício", confessou, olhando para o relógio.

O Desportivo das Aves tornou-se hoje o 13.º clube a conquistar a Taça de Portugal em futebol, ao vencer o Sporting por 2-1, na final da 78.ª edição da prova, disputada no Estádio do Jamor, em Oeiras.

O avançado Alexandre Guedes, de 24 anos, foi o 'herói' dos comandados de José Mota, ao 'bisar', aos 16 e 72 minutos, enquanto o suplente colombiano Montero marcou o golo do conjunto de Jorge Jesus, aos 85.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.