Swansea e Carvalhal dão passo atrás na luta pela manutenção em Inglaterra

Os galeses perderam por 1-0 no estádio do Bournemouth

O Swansea, treinado pelo português Carlos Carvalhal, deu hoje um passo atrás na corrida pela manutenção na Liga inglesa de futebol, em contraponto com o West Bromwich, que ganhou um 'balão de oxigénio' com a vitória sobre o Tottenham.

Os galeses perderam por 1-0 no estádio do Bournemouth, em consequência do golo solitário marcado pelo médio escocês Ryan Fraser, aos 37 minutos, em jogo da 37.ª e penúltima jornada da prova, no qual o médio português Renato Sanches não saiu do banco de suplentes do Swansea.

A equipa treinada por Carlos Carvalhal continua na 17.ª posição, primeira acima da zona de despromoção, mas pode ser ultrapassada ainda hoje pelo Southampton, 18.º e antepenúltimo colocado, com menos um ponto, que se desloca ao estádio do Everton.

Os dois clubes, aos quais se deverá resumir a luta pela permanência, atendendo à situação ainda muito delicada do West Bromwich, penúltimo da tabela, vão defrontar-se na terça-feira, em jogo em atraso da 31.ª ronda, que poderá revelar-se decisivo.

Poucas horas depois de o Stoke City ter confirmado a despromoção ao escalão secundário, o West Bromwich conseguiu evitar o mesmo destino, ao impor-se de forma sensacional na receção ao Tottenham, também por 1-0, graças a um golo marcado pelo médio Jake Livermore aos 90+3 minutos.

Apesar de até ter relegado o Stoke para o último lugar, o West Bromwich não terá tarefa fácil para se manter entre os 'grandes' do futebol inglês, pois tem menos um ponto e mais dois jogos do que o Southampton e está a dois pontos de distância do Swansea, tendo mais uma partida realizada em relação aos galeses.

Para o Tottenham, que ocupa a quarta posição -- a última de acesso à Liga dos Campeões -, a derrota de hoje também lhe pode trazer problemas adicionais, pois o Chelsea, quinto colocado, poderá reduzir o atraso para apenas dois pontos, caso se imponha no domingo ao Liverpool, terceiro do campeonato e finalista da 'Champions'.

O dia futebolístico em Inglaterra começou com a despromoção do Stoke, na sequência da derrota por 2-1 na receção ao Crystal Palace, que marcou por intermédio de James McArthur e Patrick van Aanholt, depois de Shaqiri ter dado vantagem aos anfitriões.

Após 10 temporadas na 'Premier League', o Stoke City, o segundo clube mais antigo do mundo, atrás do Notts County, agora comandado por Paul Lambert, que sucedeu a Mark Hughes em janeiro, regressa ao 'Championship'.

O West Ham ficou muito perto de assegurar a manutenção, ao vencer por 2-0 no reduto do Leicester, com o médio português João Mário a inaugurar o marcador, aos 34 minutos, tendo Mark Noble fechado a contagem, aos 64, num jogo em que o português Adrien foi totalista nos anfitriões.

Ler mais

Exclusivos