Sporting empata com Benfica e entrega título ao FC Porto

Encarnados tiveram golo anulado nos derradeiros segundos (5-5) e deixaram fugir o título para o Dragão

O FC Porto é o novo campeão nacional de hóquei em patins e bem pode agradecer o título ao Sporting, que ao empatar com o Benfica serviu de bandeja o título aos azuis e brancos, que estavam em igualdade pontual com os encarnados no início da derradeira jornada. Foi o 22.º título nacional conquistado pelos dragões, que cumpriram a sua parte ao receber e golear o Riba d"Ave por 11-4.

Naquele que era o jogo mais aguardado, no dérbi de Lisboa, o Sporting-Benfica, mais uma vez os encarnados pareciam que iam repetir a receita da vitória na penúltima jornada, diante da Oliveirense. Tal como nesse jogo, também ontem os encarnados acabaram por ser dominados, agora pelo Sporting, durante quase todo o tempo. No entanto, voltaram a estar perto de repetir uma grande façanha. Contra a Oliveirense estiveram a perder por 6-3 a quatro minutos do fim, acabando por triunfar; ontem o Sporting vencia por 5-2 a três minutos do fim e o Benfica conseguiu dar a volta. A equipa da Luz marcou mesmo o sexto golo que lhes daria a vitória e o respetivo título, a 20 segundos do final, mas o árbitro anulou o golo de João Rodrigues.

Um lance muito criticado pelo Benfica. "Marcámos um golo e é bom que percebam que as regras são claras. Não se pode marcar com o corpo, mas nada impede que a bola bata no corpo e entre. E quero crer que a bola bate no corpo do João Pinto. De qualquer das formas, houve Benfica até ao fim, a lutar para ser tricampeão. Não conseguimos, mas não tenho nada a apontar aos meus jogadores. Foi, de facto, uma grande época de hóquei em patins, mas a arbitragem tem de evoluir", atirou o técnico benfiquista Pedro Nunes em declarações à TVI24 após o jogo realizado em Alverca.

Depois do golo anulado, e numa altura em que o marcador registava uma igualdade a cinco golos, o Benfica ainda teve direito a mais um livre direito, a 11 segundos do final. Mas Nicolia falhou e a festa pouco depois fez-se no... Porto. É que os dragões já tinham vencido o Riba d"Ave por 11-4 e esperavam o desfecho do embate em Alverca para reconquistarem um título que fugia desde 2013. Com este triunfo, os azuis e brancos somam agora 22 no total, contra 23 do Benfica.

Ao FC Porto apenas a vitória interessava e, ainda assim, estaria dependente de um deslize dos encarnados, situação que acabou por acontecer. Com a pressão do seu lado, os azuis e brancos entraram a perder, acusando algum nervosismo, mas rapidamente conseguiram recompor-se, dando facilmente a volta ao resultado. Os dragões podem voltar a festejar nesta época, pois segue-se a final four da Taça de Portugal, no dia 24 de junho, com uma meia-final que reserva o Benfica como adversário.

"Empatando ou não o Benfica, tínhamos de estar satisfeitos pelo nosso trabalho. Mas evidentemente ganhar o campeonato é um prémio pelo trabalho e esforço desta equipa, que o merece", referiu no final do jogo Guillem Cabestany, treinador da equipa do FC Porto.

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Desporto
Pub
Pub