Sp. Braga empata com Boavista e fica mais longe do pódio

Yusupha Nije adiantou os axadrezados no marcador, Dyego Sousa empatou e ainda falhou um penálti

O Sporting de Braga empatou esta sexta-feira 1-1 na receção ao Boavista, em jogo da 33.ª jornada da I Liga, e ficou mais distante de terminar o campeonato num dos lugares do pódio.

Um golo de Yusupha Njie, em cima dos 45 minutos, adiantou os axadrezados, tendo os arsenalistas igualado aos 72', por Dyego Sousa, jogador que, aos 90+5, falhou uma grande penalidade, que daria os três pontos aos bracarenses.

Os minhotos viram esfumar-se o sonho do segundo lugar e o terceiro ficou mais distante, já que ficaram a dois pontos dos dois rivais lisboetas, adiando assim para a última jornada essa decisão.

Com este empate, o Boavista mantém o sétimo posto, agora com 43 pontos, podendo vir a perder essa posição no decorrer da ronda.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.