Bélgica goleia Tunísia e está praticamente apurada

Eden Hazard e Lukaku bisaram. Batshuayi marcou o quinto dos belgas. Tunisinos marcaram por Bronn e Khaziri

A Bélgica ficou este sábado muito próxima do apuramento para os oitavos de final do Mundial2018 de futebol, ao vencer 5-2 a Tunísia, que ficou à beira da eliminação, em jogo da segunda jornada do grupo G, disputado em Moscovo.

Um golo de Eden Hazard, logo aos seis minutos, na conversão de uma grande penalidade, abriu caminho para a vitória dos belgas, que ampliaram aos 16, por Romelu Lukaku, jogador que 'bisou', aos 45+3, já depois de Dylan Bronn, aos 18, ter reduzido para a Tunísia. Eden Hazard, aos 51, também teve a oportunidade de 'bisar' no encontro, tendo a equipa europeia ampliado por Michy Batshuayi, aos 90, enquanto Wahbi Khazri, aos 90+3, reduziu para a Tunísia.

Com esta vitória, a Bélgica, que lidera o grupo com seis pontos, ficou a um ponto de assegurar o apuramento para os oitavos de final, enquanto a Tunísia está muito perto da eliminação.

Os belgas podem apurar-se já hoje, caso a Inglaterra pontue frente ao Panamá, resultado que também eliminaria a equipa africana, enquanto um triunfo inglês apura as duas equipas e deixa panamianos e tunisinos eliminados.

Recorde-se que estas duas seleções mediram forças com Portugal já durante este mês, em jogos de preparação para o Mundial. Diante da Bélgica registou-se um empate a zero e frente aos africanos nova igualdade, mas a dois golos.

Jogos e resultados do dia:

Bélgica - Tunísia (5-2)

Coreia do Sul - México (16.00)

Alemanha - Suécia (19.00)

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.