São Ronaldo coloca Real Madrid nas meias-finais

Merengues precisavam de anular, em casa, diante do Wolfsburgo o 0-2 da 1.ª mão e o português resolveu a coisa sozinho, apontando três golos. Man. City bateu PSG (1-0) e também está nas meias-finais

Mais uma noite grandiosa de Cristiano Ronaldo, daquelas que valem muitos votos para a Bola de Ouro. O Real Madrid estava em suspenso depois da noite terrível de há uma semana no terreno do Wolfsburgo de Vieirinha. Perdeu 0-2 e os adeptos pareciam temerosos.

Pois bem, Cristiano Ronaldo chamou a si a resolução do problema e fez os três golo do triunfo sobre os alemães (3-0). O madeirense já é mesmo o melhor marcador da Champions League na sequência de livres diretos, tendo alcançado Del Piero. Ao todo são 11.

Na Inglaterra, ao Manchester City bastava o 0-0 depois do 2-2 de Paris. Os ingleses ainda falharam um grande penalidade por Aguero (nem acertou na baliza) mas no segundo tempo os franceses viram dois golos anulados, sendo que o primeiro oferece muitas dúvidas já que Lucas Moura parece estar em linha.

O tento que decidiu a eliminatória foi apontado por Kevin de Bruyne aos 76 minutos.

Real Madrid e Manchester City estão nas meias-finais e aguardam esta quarta-feira pelos restantes semi-finalistas que vão sair do quarteto composto por Benfica, Bayern Munique, At. Madrid e Barcelona.

Ler mais

Premium

DN Life

DN Life. «Não se trata o cancro ou as bactérias só com a mente. Eles estão a borrifar-se para o placebo»

O efeito placebo continua a gerar discussão entre a comunidade científica e médica. Um novo estudo sugere que há traços de personalidade mais suscetíveis de reagir com sucesso ao referido efeito. O reumatologista José António Pereira da Silva discorda da necessidade de definir personalidades favoráveis ao placebo e vai mais longe ao afirmar que "não há qualquer hipótese ética de usar o efeito placebo abertamente".