Sam Allardyce deixa Everton. Marco Silva apontado à sucessão

O treinador inglês deixou o comando técnico do Everton, anunciou esta quarta-feira o clube, ao fim de sete dos 18 meses do contrato com o emblema de Liverpool.

Os toffees anunciaram hoje a saída, três dias após o fim da Liga inglesa, na qual Allardyce guiou o clube ao oitavo lugar da tabela, depois de herdar a equipa em 13.º lugar quando assumiu o cargo, em novembro, em substituição do holandês Ronald Koeman.

"O Sam chegou ao clube num momento desafiante na temporada, para nos trazer estabilidade, e estamos muito gratos por ele ter feito precisamente isso", explicou a diretora executiva do Everton, Denise Barrett-Baxendale.

Apesar dos bons resultados, o estilo de futebol de Allardyce nunca foi apreciado pelos adeptos, que chegaram a assobiar a equipa, e o clube decidiu que, "como parte do plano de longo prazo, será nomeado um novo treinador este verão para começar o processo" de reconstrução.

Big Sam, como é conhecido Sam Allardyce, tinha orientado em 2016/17 o Crystal Palace, que assumiu em dezembro e conseguiu manter na Premier League, depois de um período conturbado à frente da seleção inglesa, que deixou após 67 dias, sob suspeitas de má conduta.

Marco Silva, que em Inglaterra já orientou Hull City e Watford, é o principal candidato à sucessão, ainda que o também português Paulo Fonseca seja um dos candidatos, embora o ainda treinador do Shakhtar Donetsk esteja nas cogitações do West Ham.

Ler mais

Exclusivos