Rui Bragança confirmado nos Jogos Olímpicos

"Vai ser algo único, é o top do desporto mundial", disse o atleta sobre a presença no Rio de Janeiro

A Federação Internacional de Taekwondo confirmou que Rui Bragança está oficialmente apurado para os Jogos Olímpicos de 2016, anunciou esta terça-feira o Comité Olímpico de Portugal (COP).

Virtualmente apurado desde 6 de dezembro, quando foi quarto no Grand Prix do México, o atleta vimaranense fechou o ano no terceiro lugar do ranking olímpico da Federação Internacional de Taekwondo, carimbando assim o seu passaporte para o Rio de Janeiro.

Esta será a estreia do melhor atleta português de taekwondo da atualidade, que não conseguiu estar em Londres 2012 depois de ter perdido o acesso num combate em que esteve a vencer até quase ao último segundo.

A presença de Rui Bragança representa também o regresso do taekwondo português ao maior evento multidesportivo do mundo, depois da estreia em 2008, com Pedro Póvoa, que foi sétimo precisamente na mesma categoria (-58 kg).

"Vai ser algo único, é o top do desporto mundial. Pensar no Rio 2016 é uma felicidade enorme e sei que vai ser um desafio ainda maior. Quero chegar na melhor forma possível", revelou o estudante de medicina de 23 anos, citado pelo COP.

Com a oficialização da participação de Bragança são agora 47 os atletas confirmados no Rio de Janeiro.

Além do taekwondo, a Missão Portuguesa aos Jogos tem já garantidas presenças na vela, num total de quatro, nas classes de 49er (dois atletas), laser e RS:X, tiro (uma vaga para as provas de pistola de ar comprimido 10m e pistola 50m), canoagem (seis vagas), natação (2 vagas nos 200 m estilos) e futebol (prova masculina, com 18 vagas).

A estas acrescem, para já, 15 no atletismo, depois da recente confirmação dos critérios de qualificação nacionais pela Federação Portuguesa de Atletismo (FPA), com as vagas a terem de ser ratificadas durante o ano de 2016, de acordo com os demais critérios de qualificação definidos por esta federação.

Os atletas com mínimos neste momento são 17: Ana Cabecinha (20km marcha), Dulce Félix (maratona e 10.000m), Filomena Costa (maratona), Inês Henriques (20km marcha, João Vieira (20km marcha), Miguel Carvalho (50km marcha), Nélson Évora (triplo salto), Patrícia Mamona (triplo salto), Pedro Isidro (50km marcha), Rui Pedro Silva (maratona), Sara Moreira (10.000m e maratona), Sérgio Vieira (20km marcha), Susana Feitor (20km marcha), Vanessa Fernandes (maratona), Vera Santos (20km marcha), Tsanko Arnaudov (lançamento do peso) e Yazaldes Nascimento (100m).

Destes 17, apenas 15 estarão no Rio2016, já que existem quatro atletas com mínimos na prova de 20km marcha e outras quatro na maratona, com a quota por nação a estar limitada a três presenças.

A estas vagas poderão acrescer 14 do atletismo, cujos atletas possuem já marcas dentro dos mínimos olímpicos definidos pelo Comité Olímpico Internacional, mas que carecem de confirmação por parte da FPA, que irá definir os critérios de qualificação nacionais.

Ler mais

Exclusivos