Ronaldo bisa frente ao PSG e faz história

Real Madrid venceu, esta quarta-feira, o PSG, no Bernabéu por 3-1, em jogo da primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões.

Os autores dos cartazes a elogiar Neymar e a pedir ao brasileiro para se mudar para o Real Madrid já devem estar arrependidos de o terem feito. No duelo com o PSG, Cristiano Ronaldo voltou a mostrar quem é o rei do futebol atual. O português bisou, ajudou a equipa merengue a vencer a equipa parisiense (3-1) no jogo da primeira mão dos oitavos--de-final da Champions e estabeleceu mais três marcas históricas.

CR7 chegou aos cem golos na Liga dos Campeões em 95 jogos pelo Real Madrid. O internacional português converteu ontem uma grande penalidade no jogo da primeira mão dos oitavos-de-final, tornando-se o primeiro jogador da história da Liga dos Campeões a superar a centena de golos por um clube, agora com mais três do que Lionel Messi.
O camisola 7 do Real é nesta altura o melhor marcador da história da Champions, com 116 golos (mas 15 foram ao serviço do Manchester United). Só nesta edição o melhor jogador do mundo já apontou 11 em sete encontros, também um registo recorde. Isto para além de ter feito o 27.º jogo nos oitavos-de-final da prova, mais três do que qualquer outro jogador.

A jogar em casa, o Real Madrid entrou a pressionar, com Toni Kross a testar a atenção de Alphonse Areola logo aos seis minutos. Depois foi Marcelo a desmarcar de forma brilhante Cristiano Ronaldo, mas o guarda-redes do PSG saiu da baliza sem medo e deu a cara pelo golo, literalmente. Uma defesa com a cara que impediu o Real e CR7 de ficar em vantagem no jogo aos 28 minutos.

A equipa de Unai Emery, sempre comandada pelos pés de Neymar, foi mais eficaz e adiantou-se aos 33 minutos. Kylian Mbappé cruzou para Neymar, mas o brasileiro não conseguiu dominar a bola, que sobrou para Adrien Rabiot inaugurar o marcador. Logo depois, Cavani fez a bola passar a rasar um dos postes, num espetacular remate à meia volta e fez acordar o monstro.

Com o intervalo a aproximar--se, Karim Benzema obrigou Areola a uma boa defesa, antes de Kroos cair na área, num lance com Lo Celso, e ver o árbitro assinalar grande penalidade. Foi da marca dos 11 metros que Cristiano Ronaldo fez o empate (1-1) e chegou ao golo cem pelo Real Madrid na Champions.

No regresso do intervalo, apesar de um susto inicial de Mbappé travado por Navas, o Real Madrid puxou dos galões de campeão europeu e Ronaldo e Zidane do estatuto de melhores do mundo. Foi quando o eleito melhor treinador do mundo lançou Marco Asensio em campo, aos 79 minutos, que o jogo começou a tomar outro rumo. Aos 83 minutos, o espanhol cruzou para Ronaldo, que estava no sítio certo e desviou para a baliza. Foi com o joelho que o português consumou a reviravolta do Real Madrid (2-1) e mostrou a Neymar quem é o rei.

O golo desorientou os jogadores de Emery, que viram logo depois Marcelo fazer o 3-1 final. Um resultado penalizador para os franceses, que assim terão de dar a volta ao texto em Paris se quiserem continuar a sonhar com a conquista da primeira orelhuda da sua história - o Real persegue a 13.ª!

Relacionadas

Brand Story

Tui

Últimas notícias

Mais popular

  • no dn.pt
  • Desporto
Pub
Pub