Real Madrid dá pontapé na crise em Valência com novo recorde de Cristiano Ronaldo

Os merengues vencem por 4-1 e CR7 torna-se o jogador que mais penáltis bateu na história da liga. Guedes lesionou-se

O Real Madrid deu ontem um pontapé na crise de resultados ao vencer em Valência por 4-1, resultado que permite à equipa de Zinedine Zidane aproximar-se do terceiro lugar da Liga espanhola, ocupado precisamente pelos valencianos.

O jogo ficou marcado por mais um recorde de Cristiano Ronaldo, que aos 38 minutos já tinha marcado dois golos de penálti, que lhe permite ser desde já o jogador que mais grandes penalidades bateu na Liga espanhola, com 72, mais uma do que o mexicano Hugo Sánchez. Desses, CR7 transformou 61 em golo, enquanto o antigo avançado de Real Madrid, Atlético e Rayo Vallecano faturou 56. Ainda que, em toda a história da competição, apenas Merodio, jogador do Múrcia, em 1967, tinha conseguido marcar dois penáltis como visitante. Agora passa a ter a companhia de Ronaldo...

A vantagem de dois golos com que se chegou ao intervalo até esteve em perigo quando Santi Mina marcou o golo do Valência (58 minutos), numa altura em que a equipa ché já tinha perdido Gonçalo Guedes, que foi obrigado a sair ao intervalo devido a uma lesão.

Só que os últimos minutos foram fatais para a equipa da casa, quando tentava tudo para chegar ao empate, algo que só não aconteceu porque o guarda-redes Keylor Navas não o permitiu. É que Marcelo e Toni Kroos marcaram dois belos golos que ditaram a goleada merengue, que surge poucos dias depois da eliminação da Taça do Rei, no Santiago Bernabéu, diante do Leganés.

West Ham perde com João Mário

Na Taça de Inglaterra houve surpresa em Wigan, onde o West Ham, que estreou João Mário na segunda parte, foi eliminado pelo líder do terceiro escalão. O norte-irlandês Will Grigg foi o herói, ao marcar os golos da vitória por 2-0. Num jogo entre equipas da Premier League, o Southampton, com Cédric Soares, venceu (1-0) o Watford, que não foi feliz no primeiro jogo após o despedimento de Marco Silva.

Já o Swansea, de Carlos Carvalhal, terá de disputar um jogo de desempate, em casa, depois de ter empatado 1-1 no terreno do Notts County (quarto escalão). O jogo ficou marcado por nova lesão de Renato Sanches, que foi substituído aos 32 minutos. Também o Tottenham está obrigado a novo jogo após empatar 1-1 na visita ao Newport County, também do quarto escalão, que esteve em vantagem desde os 38 minutos. Harry Kane evitou o escândalo já perto do fim.

Já o Liverpool, adversário do FC Porto na Champions, foi eliminado, em Anfield, ao perder por 3-2 diante do West Bromwich. Roberto Firmino colocou os reds na frente, mas dois golos de Jay Rodríguez e um autogolo de Matip praticamente sentenciaram a eliminatória ao intervalo, de nada valendo o segundo golo dos da casa, por Salah.

Juventus pressiona Nápoles

Na Alemanha continua o passeio do Bayern Munique, que ontem aos 12 minutos estava a perder por 2-0, em casa, diante do Hoffenheim, mas acabou por dar a volta e chegar à goleada por 5-2. Os bávaros têm agora uma vantagem de 16 pontos sobre o Schalke.

Também em França, o Paris Saint- -Germain venceu sem dificuldade o Montpellier por 4-0, resultado construído por Cavani, Di María e um bis de Neymar. Para já são 11 pontos de vantagem sobre o Lyon, que hoje joga em Bordéus.

Em Itália, a Juventus venceu o Chievo, em Verona, por 2-0 (Khedira e Higuaín), e assumiu a liderança provisória, pois o Nápoles só hoje joga com o Bolonha.

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.